Dois GNRs feridos e cinco detidos em incidentes no campo do Fontainhas

Segurança

Campo de futebol do Fontainhas, palco este domingo de confrontos

Agressões mútuas entre dois jogadores no final do encontro de futebol entre o Fontainhas e a Torre culminaram, este domingo, à tarde, com a invasão de campo, dois militares da GNR feridos e cinco adeptos detidos.

"Uma autêntica batalha campal", foi como uma testemunha descreveu, a Cascais24, os incidentes que marcaram o final do jogo entre as equipas de futebol do Grupo Desportivo e Recreativo das Fontainhas e a Associação Familiar e Desportiva da Torre, a contar para a 7.ª Jornada, série 2, da 1.ª Divisão Distrital da Associação de Futebol de Lisboa.

"Dois jogadores envolveram-se em confrontos no final do encontro e, a seguir, mais de três dezenas de adeptos invadiram o relvado", acrescentou a mesma fonte.

Três militares da GNR de Alcabideche, que faziam o policiamento ao jogo, intervieram e dois deles acabaram, também, por ser agredidos nos confrontos. Ambos foram assistidos mais tarde na urgência do Hospital de Cascais.

Incidentes são cada vez mais frequentes (Foto arquivo Global Imagens)
Os confrontos só terminaram com a chegada de reforços do Subdestacamento de Alcabideche e cinco pessoas acabaram por ser detidas e notificadas para comparecer esta segunda-feira junto dos serviços do Ministério Público do tribunal de Cascais.

Onde pára a Intervenção?
Sediado na sede da freguesia, o Subdestacamento Territorial da GNR de Alcabideche é o garante da segurança a mais de 60 mil habitantes e, na área do seu dispositivo, tem também como missão o policiamento de vários campos de futebol de coletividades da região.

Em dias de jogos de futebol na área da freguesia de Alcabideche, o efetivo quase não chega para as encomendas e, segundo Cascais24 apurou, há mesmo quem questione onde anda nestas alturas o Destacamento de Intervenção, que foi criado para intervenções mais musculadas em apoio ao dispositivo territorial.

Esta força está sediada em Mem-Martins, Sintra, nas instalações onde funcionou o antigo posto local, entretanto extinto aquando da transição para a PSP.

Alcabideche quer Destacamento de Intervenção permanente
Esta força de intervenção, quer pelo número de efetivos, quer pelos meios auto de que dispõe, também enfrenta sérias dificuldades, dado as áreas do dispositivo que abrange, que são enormes, não sendo por acaso que há muito é defendida a criação de um outro grupo só para a freguesia de Alcabideche, perfeitamente justificada, quer pelos índices populacionais fixos, como também flutuantes, quer pela cada vez mais proliferação de serviços e de grandes superfícies comerciais.

"Se há freguesia onde a presença permanente do Destacamento de Intervenção é perfeitamente justificada e urgente é em Alcabideche, onde, de resto, a GNR está praticamente isolada depois de ter perdido nos últimos anos várias localidades da região para a PSP", explicou, a Cascais24, uma fonte conhecedora do problema.


Curiosidades

Fontainhas ganhou e está em segundo lugar
O desafio de este domingo, a contar para a 7.ª Jornada, série 2, da 1.ª Divisão Distrital da Associação de Futebol de Lisboa, terminou com a vitória do Fontainhas por uma bola a zero frente à Associação da Torre.
Na classificação geral, o Grupo Desportivo e Recreativo das Fontainhas ocupa o segundo lugar, com 16 pontos. 
Já a Associação da Torre encontra-se em 11.º lugar na classificação, com 6 pontos.




5 comentários:

Fernando Pimenta disse...

Eu estive a ver o jogo é não vi essa poliçia toda! Nem quando acabaram os confrontos e nem quando chegaram os reforcos! Será que o campo que aí apresentam nas imagens com tantos polícias é o mesmo do jogo Fontainhas -Torre?

Anónimo disse...

Eu estive lá, a imagem colocada na notícia, e a mais conveniente para a MIDIA e a GNR. A imagem é FALSA, para além de não ter estado tanta polícia nem sequer é o do campo do Fontainhas. Deveriam colocar as imagens verdadeiras. Querem ter razão é assim perdem-na toda

Anónimo disse...

Aparentemente eu devo ter sido o único que li a legenda da fotografia e sito "...(foto arquivo global de imagens)...ou seja é retirado de um site apenas para fins ilustrativos.

Sonia disse...

Sr anónimo!
Mas quem está a ver a notícia olha para essas tristes imagens e nem lê o que dizem

Anónimo disse...

Como espectador do referido jogo, assim como dos acontecimentos posteriores, fico espantado, ao ler, que a invasão de campo foi perpétuada por certa de 3 dezenas de adeptos. Quando na realidade, aconteceu, mas com no máximo 5 adepros.Enfim, ou a suposta fonte tem problemas de visão ou o jornalismo em Portugal anda muito aquém.

DESTAQUE.

"Mãe social" da Aldeia SOS condenada por ofensas a menores

ESCÂNDALO .  Uma "mãe social", que prestava serviço há cerca de 30 anos na Aldeia SOS, em Bicesse, e há dois anos cessou o vínculo...

+ populares