Ponto de situação de auditoria à Junta de Carcavelos e Parede deixa Assembleia de Freguesia em “brasa”

Atual

Por Redação
07 julho 2019

O relatório final da auditoria externa às contas do mandato da coligação liderada por Zilda Costa Silva na Junta de Freguesia de Carcavelos e Parede tem entrega prevista para as próximas semanas, mas a última Assembleia de Freguesia ficou marcada por duras críticas da oposição a um documento lido pelo tesoureiro do atual executivo em que fez um ponto da situação da empresa auditora, a BDO.

O documento relatava as dificuldades em realizar a auditoria, com alguns pontos “impercetíveis” que os membros presentes, incluindo alguns do PSD, não conseguiram perceber pela alegada “leitura, um tanto atabalhoada” com que foi feita, lamentou um membros presentes.

Na ocasião, os porta-voz dos partidos da oposição representados na Assembleia de Freguesia, com os votos contra da coligação, terão feito um requerimento à mesa, pedindo que fosse distribuída uma cópia do documento, mas a verdade é que o plenário encerrou sem que fosse entregue.

“O Executivo recusou-se não só a dar uma cópia do documento à Assembleia , como, também, a repetir a leitura, como sugerido pelo próprio PSD face às dúvidas levantadas”, disse, a Cascais24, um membro do PS, segundo o qual  “até parece que estão a tentar encobrir a auditoria”.

“Todos os partidos dizem estar interessados na verdade. Se assim é não há justificação para esconderem o ponto de situação da auditoria nem para a quererem apressar”, afirmou, Ricardo Pires, líder dos Socialistas na freguesia.

Esta auditoria surgiu por sugestão do grupo do Partido Socialista (PS) e foi acompanhada pela restante oposição e visa apurar, entre outros, um alegado desfalque de 430 mil euros na ainda então Junta de Freguesia de Parede e herdado por Zilda Costa Silva que, em 2013, assumiu a liderança da então constituída União de Freguesias de Carcavelos e Parede, no âmbito da reforma administrativa, bem como, durante o seu mandato, um conjunto de alegadas irregularidades com contratação e pagamento de pessoal e outras valências na área financeira.

Nas últimas eleições autárquicas, a freguesia de Carcavelos e Parede viu reeleita a coligação Viva Cascais, composta pelo PSD e pelo CDS-PP, tendo a oposição (PS, PCP e BE) mantido a maioria na respetiva Assembleia com 10 dos 19 eleitos.

Noticias relacionadas

Imprimir


2 comentários:

Anónimo disse...

Mais do mesmo ... estas direitas encostadas no concelho de Cascais , nao sabem viver em democracia.

Luis de Sousa disse...

Que raio de povo este....que deu novos mundos ao mundo e agora é o que se vê. Afonso Henriques deve de estar aos saltos na tumba!!!!

Luis de Sousa

MAIS PROCURADAS

MULTIMÉDIA.SAÚDE

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."