COVID19. Carreiras proíbe venda noturna de bebidas alcoólicas em postos de combustível para prevenir ajuntamentos

COVID19

Por Redação
02 junho 2020

O presidente da Câmara de Cascais, Carlos Carreiras, emitiu um despacho, esta segunda-feira em que determina a suspensão da venda de bebidas alcoólicas entre as 20h00 e as 8h00 nos postos de combustível do município. A medida insere-se no âmbito da prevenção à Covid19, mantêm-se em vigor enquanto durar o estado de calamidade e surge depois de, num posto de abastecimento de combustível no Estoril ter sido detetado um anormal ajuntamento de pessoas.
No despacho, que tornou público na sua página do Facebook, o chefe do executivo de Cascais determinou a afixação de um anúncio de não realização de venda de bebidas alcoólicas, que seja visível do exterior do estabelecimento.
Segundo o presidente da Câmara de Cascais, os postos de abastecimentos e respetivas empresas exploradores devem ser informados pelo Departamento da Polícia Municipal, que vai reforçar a fiscalização.
Carlos Carreiras recorda que, na sequência das medidas de contenção e prevenção da covid19, e por razões de saúde pública, vários estabelecimentos foram encerrados entre os quais bares e discotecas, locais de convívio social e de venda de bebidas.
"Na ausência de funcionamento dos referidos estabelecimentos, tem-se vindo a verificar a procura e consumo de bebidas alcoólicas junto dos postos de abastecimento de combustível do concelho de Cascais", refere o presidente da autarquia, segundo o qual “a venda de bebidas nos postos de abastecimento tem vindo a proporcionar ajuntamentos de pessoas no exterior destes estabelecimentos, algumas vezes superior ao permitido, bem como desacatos provocados pelo consumo de álcool”.
Carlos Carreiras lembra que o comportamento das pessoas pode ter consequências graves para a saúde pública na situação de calamidade, onde se exige de todos o distanciamento social.
De acordo com o despacho, “o desrespeito poderá desencadear o encerramento temporário do estabelecimento em causa e demais consequências legais com a cooperação das autoridades publicas competentes".

1 comentário:

Anonimo disse...

Segue se a porta do jumbo.... kkkkk

Publicação em destaque

NATAL chegou à Grande Lisboa

A época mais mágica do ano chegou a Lisboa. Os dias mais frios e mais curtos, as luzes pelas ruas das cidades, os mercadinhos, o cheiro a ch...

FOI NOTICIA

UM JORNAL QUE MARCA A DIFERENÇA

UM JORNAL QUE MARCA A DIFERENÇA