Suspeito de violência doméstica tentou atropelar ex-mulher e filha menor

Segurança

Por Redação
26 fevereiro 2020

Um homem, suspeito de violência doméstica e que, inclusivamente, tentou atropelar a ex-mulher e uma filha menor, foi detido e presente esta segunda-feira ao Juiz de Instrução Criminal de Cascais para primeiro interrogatório, tendo sido libertado com as medidas de coação de proibição de contatar, por qualquer meio, direta ou indiretamente com a vítima e a proibição de permanecer e de aproximar-se da residência a menos de 500 metros, sendo ambas as medidas monitorizadas por meio de controlo eletrónico. 

Segundo o DIAP de Cascais, o arguido está indiciado pela prática de um crime de violência doméstica, dois crimes de ofensa à integridade física grave qualificada na forma tentada e dois crimes de condução de veículo a motor sem habilitação legal.

Os fortes indícios recolhidos indiciam que manteve uma relação com a sua companheira, entre 2015 e 2019, da qual tiveram dois filhos menores.

Durante o relacionamento o arguido, por várias vezes, agrediu a companheira com bofetadas, apertos de pescoço e proferiu afirmações que a ofenderam e lhe provocaram medo, fazendo-a recear pela sua vida e integridade física.

No ano passado, na sequência do fim do relacionamento, o arguido passou ainda a perseguir a vítima, rondando a sua residência e local de trabalho, controlando as suas rotinas e enviando várias mensagens intimidatórias.

De acordo com o Ministério Público (MP) de Cascais, o arguido “tentou também atropelar a vítima e uma filha menor que a acompanhava, dirigindo a viatura que conduzia em direção a elas”.

Imprimir

Sem comentários:

Publicação em destaque

TRIPULANTE russo de navio mercante resgatado depois de queda a bordo

Um cidadão de nacionalidade russa, 55 anos, tripulante de um navio mercante de pavilhão de Antígua e Barbuda, foi resgatado esta segunda-fei...

FOI NOTICIA

UM JORNAL QUE MARCA A DIFERENÇA

UM JORNAL QUE MARCA A DIFERENÇA