Dupla mata à pancada coronel aposentado de 90 anos e fecha mulher na casa de banho em assalto no bairro das Caixas

SEGURANÇA

Bloco de apartamentos onde o casal idoso foi atacado por alegados assaltantes
Por VALDEMAR PINHEIRO
10 setembro 2020
Serão dois homens, na casa dos 30 anos, os suspeitos de, esta quarta-feira, a meio da tarde, terem assaltado uma habitação e morto à pancada um coronel do Exército aposentado, de 90 anos, e fechado na casa de banho, a mulher, de 88 anos, fugindo de seguida com alguns valores, apurou Cascais24.

A vítima mortal do alegado assalto é Mário Pinto de Almeida, coronel do Exército aposentado, que foi encontrado pelos Bombeiros de Cascais horas depois do assalto prostrado no chão de uma das dependências da casa, em irreversível paragem cardiorrespiratória.

Apresentaria ferimentos graves de agressão.

Já a mulher, 88 anos, Isabel Pinto de Almeida, foi encontrada fechada na casa de banho da habitação, com sinais de ferimentos e depois de estabilizada acabou por ser transportada à urgência do Hospital de Cascais.

O assalto à habitação, situada num bloco de apartamentos da travessa Conde de Castro Guimarães, no bairro das Caixas, em Cascais, ter-se-á registado pelas quatro horas da tarde, em circunstâncias que a PJ está agora averiguar. 


O antigo oficial do Exército foi agredido e a mulher fechada na casa de banho.

No entanto, o alerta só foi dado por pessoa das relações próximas do casal pouco depois das nove horas da noite.

Ao dirigir-se à habitação do casal e sem que obtivesse resposta, a pessoa em causa terá ouvido os gritos da idosa fechada na casa de banho.

Terá, então, acionado os meios de socorro.

Os Bombeiros de Cascais foram acionados pelas 21h32 para uma abertura de porta com socorro. 

Deslocaram dois veículos, um dos quais uma ambulância de pré-emergência hospitalar. 
Ambulância que transportou mulher da vítima ao Hospital de Cascais

Entraram na habitação e "encontraram um cenário macabro", segundo disse, a Cascais24, João Loureiro, comandante da corporação, escusando-se a mais pormenores, por, alegadamente, os desconhecer.

Já com a PSP no local e por existirem fortes suspeitas de crime, foi acionada por volta da meia-noite Polícia Judiciária (PJ) de Lisboa e Vale do Tejo, que fez deslocar peritos do Laboratório de Polícia Científica, bem como uma brigada de inspetores da Secção de de Prevenção aos Homicídios, confirmou, a Cascais24, fonte da PJ.

O corpo do malogrado antigo coronel do Exército só foi removido pelas 7h30 de esta quinta-feira, por uma auto-maca dos Bombeiros de Parede para o Gabinete Médico Legal da Guia, em Cascais, para ser submetido a autópsia.

Segundo Cascais24 apurou, o casal é pessoa de posses, que guardava valores na habitação, tudo levando a crer que o móbil do assalto, seguido de homicídio, poderá ter sido o roubo de dinheiro e de outros pequenos valores.

Identificar, localizar e deter com elementos probatórios os suspeitos é agora a tarefa dos inspetores da Secção de Homicídios da Polícia Judiciária (PJ) de Lisboa e Vale do Tejo.













1 comentário:

estevesayres disse...

Pelo que me foi dito, existe pouca segurança (policiamento)no concelho de cascais, creio que o Presidente de Câmara tem responsabilidades politicas de resolver este e outros assuntos, não é só o problema relacionados como COVID-19, porque esse já sabemos como está a decorrer...

DESTAQUE. 29 cães em risco resgatados em Carcavelos

+ populares

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."

MULTIMÉDIA.SAÚDE