Assaltos a casas de idosos pela calada da noite investigados pela GNR

EXCLUSIVO/segurança

Por VALDEMAR PINHEIRO
02 setembro 2020

Assaltos pela calada da noite a casas de idosos, registados ultimamente na freguesia de Alcabideche, estão a ser investigados pelo Núcleo de Investigação Criminal (NIC) do Destacamento da GNR de Sintra.

Para já, há registo de, pelo menos, três intrusões noturnas em moradias habitadas por pessoas vulneráveis, que são surpreendidas pelos assaltantes enquanto dormem.

Em causa poderá estar a atuação de um gangue, formado por cinco indivíduos, aparentemente ainda jovens, mas que nem sempre atacam em grupo.

O último ataque conhecido registou-se esta terça-feira, de madrugada, numa habitação do Bairro Irene, em Alvide.

A dona da casa, uma mulher, 64 anos, acordou com dois assaltantes ao lado da cama.

Passavam poucos minutos das quatro horas da madrugada.

A vítima conseguiu fugir e, aos gritos, pedir socorro.

Um dos assaltantes ainda a terá procurado segurar, mas sem sucesso. 

Os dois desconhecidos, ambos encapuzados, acabaram por fugir com algumas peças de bijuteria que, porventura, terão confundido com ouro. 

Os ladrões terão entrado na habitação por meio de escalamento, alcançaram o primeiro andar e, depois, arrombaram uma janela, introduzindo-se, finalmente, no interior da habitação.

Já em maio último uma outra habitação foi assaltada nas mesmas circunstâncias no Cabreiro.

E, em julho último, conforme Cascais24 noticiou, uma outra moradia, esta situada em Janes, Malveira da Serra, foi tomada de assalto por cinco desconhecidos que, pelas cinco horas da manhã, surpreenderam uma idosa, 70 anos, e a neta, uma menor, 13 anos.

Os assaltantes entraram na moradia por meio de arrombamento de uma porta. 

No interior, surpreenderam a locatária e a neta, que estavam a dormir.

Terão roubado ouro e outros objetos, colocando-se depois em fuga, com recurso provável a um veículo.

Aparentemente, os assaltantes não usam armas brancas ou de fogo e até ao momento das ações conhecidas os assalto decorrem sem que seja exercida violência sobre os moradores.

Entretanto, segundo Cascais24 apurou, a GNR vai reforçar o policiamento noturno em algumas povoações sensíveis na freguesia de Alcabideche.

Já a investigação para identificar, localizar e deter os membros de este gangue está a cargo do Núcleo de Investigação Criminal (NIC).

Noticia relacionada










Sem comentários:

Publicação em destaque

NATAL chegou à Grande Lisboa

A época mais mágica do ano chegou a Lisboa. Os dias mais frios e mais curtos, as luzes pelas ruas das cidades, os mercadinhos, o cheiro a ch...

FOI NOTICIA

UM JORNAL QUE MARCA A DIFERENÇA

UM JORNAL QUE MARCA A DIFERENÇA