Suspeito de atacar à pedrada edifícios públicos de Cascais é reincidente

Segurança

Por Redação
12/06/2018 
Atualizada
Um homem, de 44 anos, suspeito de uma sucessão de ataques à pedrada a instalações autárquicas e governamentais, em Cascais, é reincidente pela prática de crimes contra a propriedade, confirmou, a Cascais24, fonte policial.

Detido no final da série de ataques por um agente da PSP, de folga, o suspeito "não justificou o que o motivou a praticar os actos", na madrugada da última sexta-feira.

Com pedras de calçada, o suspeito quebrou três vidros do edifício dos Paços do Concelho da Câmara Municipal de Cascais, bem como em instalações da Autoridade Tributária, vulgo Finanças, da Segurança Social e, ainda, da agência de seguros Tranquilidade.

Já no Monte Estoril, perto da estação ferroviária, danificou duas viaturas, uma delas municipal e outra particular, bem como um painel publicitário, no paredão do Estoril.

Depois da vaga de vandalismo, acabou por ser avistado por um agente da PSP, de folga, no centro de Cascais, o qual pediu reforços, que acabaram por o intercetar, identificar e deter.

Conduzido ao departamento policial, o homem foi identificado, constituído arguido com Termo de Identidade e Residência (TIR) e libertado com notificação para comparecer junto dos Serviços do Ministério Público de Cascais.

Segundo Cascais24 apurou, o suspeito, que tem largos antecedentes criminais por crimes contra a propriedade, alegadamente praticados em Lisboa, embora viva na Galiza, em São João do Estoril, não compareceu junto do Ministério Público, que agora deverá emitir um mandado de detenção.

Noticia relacionada
+ALERTA. Instalações autárquicas e governamentais "atacadas" à pedrada em Cascais 

Imprimir








1 comentário:

Da Serra disse...

Claro... mandam-no para casa e ele torna a sair para provocar desacatos.
E creio que, mesmo que vá a Tribunal, a sentença será com... pena suspensa!

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."

Abrigos precisam-se!

Quem põe na ordem donos de caninos?

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo
Artigo de OPINIÃO Drª Francisca Delerue

Expulsemos as traquitanas