REDE. SEF faz buscas em Cascais em investigação por auxílio à imigração ilegal, fraude fiscal e branqueamento

SEGURANÇA

Por Redação
08 agosto 2020
Escritórios comerciais no concelho de Cascais, nomeadamente contabilísticos, foram esta semana alvo de buscas do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), no âmbito de um inquérito dirigido pelo DCIAP de Lisboa, que investiga uma rede de auxílio à imigração ilegal, angariação de mão-de-obra ilegal, utilização de atividade de cidadão estrangeiro em situação ilegal, falsificação de documentos, fraude fiscal e branqueamento de capitais.

Aparentemente, esta rede é dirigida a partir do exterior por cidadãos brasileiros, que contam com ramificações na Grande Lisboa, apurou Cascais24.
A operação policial à qual foi dado o nome de código “Busão” e que visou dar cumprimento a nove mandados de busca e apreensão domiciliárias e quatro mandados de busca e apreensão a escritórios comerciais, decorreu em Cascais, Oeiras, Sintra, Lisboa, Carregado e Setúbal.
Para além da apreensão de diversa documentação que corrobora os indícios da prática dos crimes investigados, uma pessoa foi constituída arguida.
A operação, na qual participaram 38 inspetores do SEF, um magistrado do Ministério Público e dois técnicos informáticos do DCIAP, tiveram por alvo empresas de contabilidade, construção civil, de trabalho temporário e alojamento virtual de empresas.
A investigação continua aberta sob a coordenação do DCIAP.
Entretanto, dois advogados foram suspensos de funções no âmbito de investigações conexas com a operação “Busão”.




Sem comentários:

Publicação em destaque

BOMBEIROS de Parede salvam canídeo de poço. Veja o vídeo do resgate

CANÍDEO aguarda pelo socorro (Créditos: BVParede) RESGATADO COM SUCESSO . Um canídeo foi resgatado, esta quarta-feira, de manhã, pelos Bomb...

FOI NOTICIA

BLOGS