Antigo presidente da Câmara de Cascais Georges Dargent morre aos 91 anos

Atual


Por Redação
04 junho 2019

Georges Alphonse Silveira Dargent, antigo presidente da Câmara Municipal de Cascais, faleceu esta terça-feira aos 91 anos. O município decretou, entretanto, três dias de luto municipal pelo “notável homem de serviço público, a quem a comunidade de Cascais presta sentida homenagem”.

Dargent, que nasceu em Lisboa a 3 de agosto de 1927 e veio para a Parede (Cascais) com três anos de idade, foi presidente social-democrata do município entre 1985 e 1993, tendo sucedido a Helena Roseta.

Casado e pai de seis filhos, licenciou-se em Ciências Económicas e Financeiras na Universidade Técnica de Lisboa. Em 1956 foi para Angola, onde desenvolveu várias atividades ligadas à área económica e de consultadoria. Regressou a Portugal em 1967, tendo passado, então, pela Momvia SA, de Rio de Maior, como diretor e presidente e pela presidência da Aliança Madeirense Seguros. De 1980 a 1982 viveu no Canadá, tendo regressado a Portugal em fins de 1982.

Foi nesta altura que entrou para o Executivo da Câmara Municipal de Cascais.

Na Câmara de Cascais exerceu os cargos de vice-presidente e de presidente.

Abandonou o cargo, por motivos de saúde, em 1993, tendo-lhe sucedido mais tarde, na sequência de eleições, o socialista José Luís Judas.

Georges Dargent desempenhou posteriormente as funções de administrador e presidente da Câmara do Comércio Luso-Belga-Luxemburguesa.

Em 2008, o antigo presidente da Câmara Municipal de Cascais publicou o livro “A Minha História de Vida”, que esgotou.

Economista e consultor de reconhecido mérito, Georges Dargent foi ainda agraciado com as  medalha de Ouro Recipiente Coroa da Bélgica, 1990, de Honra da Associação Familiar, 1990 e de Ouro Parede Ville, 1993.

Entretanto, nas redes sociais têm-se multiplicado as mensagens de profundo sentimento pela morte do antigo presidente do município de Cascais.

À família de Georges Dargent Cascais24 apresenta as mais sentidas condolências.

Imprimir

Sem comentários:

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."

Abrigos precisam-se!

Quem põe na ordem donos de caninos?

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo
Artigo de OPINIÃO Drª Francisca Delerue

Expulsemos as traquitanas