“ZÉ GRANDE”. Faleceu um dos mais famosos polícias que combateu o crime durante duas décadas em Cascais.

ATUAL

Por VALDEMAR PINHEIRO
03 setembro 2020

José Ouro Gomes, vulgo “Zé Grande”, um dos mais famosos e conhecidos agentes da PSP de Cascais das últimas décadas, faleceu esta quinta-feira, de madrugada, aos 60 anos, vítima de doença prolongada no Hospital de Cascais.

“Zé Grande” vai estar em câmara ardente na Igreja das Fontainhas e o funeral realiza-se esta sexta-feira para o cemitério da Guia.

Com quase 2 metros de altura, um grande vozeirão, mas um enorme coração, José Ouro Gomes era um profundo conhecedor de Cascais e das suas gentes.

Entre as décadas de 80 e finais de 90 integrou brigadas de investigação criminal na Divisão Policial de Cascais. Era um profundo conhecedor do dia e da noite cascalense.

Participou em ações e investigações que culminaram, à época, num eficaz combate à pequena e grande criminalidade que então grassava em Cascais, além de ter colaborado com a PJ no esclarecimento de alguns homicídios, entre os quais o assassinato do chefe da Camorra, abatido na cabina telefónica então instalada junto à farmácia Cordeiro, no centro de Cascais.

José Ouro Gomes participou, igual e ativamente, em diligências na busca ao tristemente célebre “Estripador de Lisboa” por então existirem fundadas suspeitas de que pudesse ser oriundo de Cascais.


“Zé Grande” também participou como ajudante de campo no MAI do então comissário Martins Cruz na elaboração do projeto “Polícia de Proximidade”, que veio a revelar-se de grande sucesso.

A vida de José Ouro Gomes ao serviço da PSP e da segurança pública daria, certamente, à semelhança de outros colegas, para capítulos sem fim de um livro ou de uma longa metragem.

Ao longo da sua carreira como servidor público, “Zé Grande” soube também combater escolhos e adversidades, sobretudo, em determinada época, quando a maledicência de alguns o ligavam a atividades ilícitas, procurando denegrir a sua carreira policial. Porém, José Ouro Gomes manteve sempre a sua postura de dignidade e de profissionalismo. Com serenidade, assistiu, afinal, à detenção de outro agente, também com a mesma alcunha de “Zé Grande”, que acabou por ser apanhado pela PJ no CascaiShopping, em Alcabideche.

Em finais dos anos 90, depois de mais de duas décadas a prestigiar e a engrandecer a instituição PSP, José Ouro Gomes abandonou a investigação criminal e transferiu-se para a logística da Divisão Policial de Cascais. Manteve-se aqui, em serviço, até passar à aposentação.

Juntamente com outros colegas, entretanto aposentados, em dezembro de 2018 foi alvo de justa homenagem que decorreu no pavilhão do Dramático de Cascais, conforme então Cascais24 noticiou.

Nesta hora de dor e luto, Cascais24 e o seu diretor, Valdemar Pinheiro, apresentam à viúva e ao filho de José Ouro Gomes as suas mais sentidas condolências, na certeza de que perdurará na memória de todos quantos o conheceram e tiveram o privilégio de com ele  conviver!

ADEUS "ZÉ" AMIGO!

Noticia relacionada









12 comentários:

João disse...

Tive o previlegio de trabalhar com este camarada de 83 a 86 na Divisão de Cascais, era um excelente camarada de trabalho que não se negava a nada.
Paz à sua alma e as minhas condolências à familia e amigos.
Descansa em paz Ze Grande.

Mafu disse...

Lembro de ouvir coisas não muito boas desse senhor quando eu era jovem.

A.Sousa disse...

Tive o privilégio de o conhecer quando ele era ordenança da Divisão de Cascais e todos os dias ia ao COMETLIS levar e buscar correio e passava sempre pelo local onde eu trabalhava, era um excelente colega e de bom trato, deixo aqui as minhas condolências à família e que a alma dele descanse em paz.

milinha disse...

Que tristeza, condolencias a toda a sua familia e colegas. Conheci pessoalmente este Grande Homem, que a vida não foi la muito boa para ele. Era nosso, Era de Cascais ! e sabem , ele tinha um coração grande tambem, era temido sim pois nada temia. a vida é assim mesmo.Ficam as historias do Ze Grande do nosso tempo de juventude. R.I.P.

Unknown disse...

Sem dúvida que o Zé grande foi uma figura muito marcante na nossa vila Cascais).
Mais uma grande perda.
Os meus sentimentos à familia.

Mónica Oliveira

Carla disse...

Non anos 90 nao foram boas as coisas que esse SENHOR Fez. Eu lembro bem . Hoje par
Rece que estamos a falar de um heroi. Nao éra.
Descanse EM Paz , meus pensamos à familia.

veloso disse...

Fiz algumas patrulhas com este super Polícia, filho da terra, conhecedor dos bandidos da área, e dos Polícias da terra, deixei a divisão de cascais e 50.a Esquadra em finais de Janeiro de 1985, pessoalmente nunca vi nada de relevante enquanto colega de trabalho, mas se o jornal o diz é por assim seria, pena que seja preciso partir para tecer rasgasdos elogios, (hipocrisia pura), paz à sua alma e sentidas condolências à família enlutada. Até um dia ze grande.

veloso disse...

Fiz algumas patrulhas com este super Polícia, filho da terra, conhecedor dos bandidos da área, e dos Polícias da terra, deixei a divisão de cascais e 50.a Esquadra em finais de Janeiro de 1985, pessoalmente nunca vi nada de relevante enquanto colega de trabalho, mas se o jornal o diz é por assim seria, pena que seja preciso partir para tecer rasgasdos elogios, (hipocrisia pura), paz à sua alma e sentidas condolências à família enlutada. Até um dia ze grande.

Manuel Xufre disse...

*QUE NUNCA POR VENCIDOS SE CONHEÇAM*
==== SEMPER FIDELIS ===

DESCANSA EM PAZ ZÉ, DAQUI, DA CIDADE DE GOIÂNIA, BRASIL

(A nossa história começa lá na década de 70 , no bairro da Torre, naqueles tempos já o chamava de "poste' O grande Zé era um miúdo pacato e medroso apesar do seu tamanho e envergadura, tivemos uma relação mais próxima quando juntos ingressamos no corpo de tropas paraquedistas em Tancos, aí sim comecei a pagar os meus pecados kkkk, eu era o penúltimo da fila e o bom Zé vinha por ultimo, desde os tempos de recruta nas marchas forçadas sempre terminava mas agarrado ao meu cinturão !!!! Nos primeiros saltos mudávamos de lugar na fila e eu o levava na minha frente , as pernas travavam e eu ia para cima e tinha que saltar kkkk AMIGOS ASSIM FORAM MUITO POUCOS anos mais tarde com ele já na PSP o povo de Cascais tinha um policial em que podia contar.
VAI ZÉ SALTA PORRA ..... ME AGUARDA AÍ ..... QUANDO EU CHEGAR VAIS VER SÓ A FARRA QUE VAI SER .....
OS MEUS SENTIDOS PÊSAMES A TODA A FAMÍLIA ....

Manuel Xufre

Sílvia Freitas Amaral disse...

Noa anos 80/90, esse agora ex-colega, resolvia a maioria das ocorrências com a presença, na altura era medo que nós tinhamos dele, na altura não gostavamos do Zé, hoje volvidostantos anos anos, faz-nos faltas POLICIAS como o "Zé Grande".
Paz á tua alma Zé


Sílvia Freitas Amaral

Luís Baptista disse...

As minhas Condolências à Família ! Quanto a Ti , Zé , um até Sempre , Amigo ! ...

estevesayres disse...

Os meus pêsames a toda a sua família, e amigos mais próximos, perdemos um ser humano extraordinário, sei porque o conhecia....
Até sempre

Publicação em destaque

BOMBEIROS de Parede salvam canídeo de poço. Veja o vídeo do resgate

CANÍDEO aguarda pelo socorro (Créditos: BVParede) RESGATADO COM SUCESSO . Um canídeo foi resgatado, esta quarta-feira, de manhã, pelos Bomb...

FOI NOTICIA

BLOGS