Advogado detido no Estoril pela GNR enviava vídeos sexuais para filho de 14 anos a dizer tratar-se da mãe

Segurança




                       18 outubro 2019
Um advogado, 46 anos, foi detido esta terça-feira, pela GNR, no Estoril, por ameaças à ex-mulher, também advogada, de publicar nas redes sociais vídeos de cariz sexual, alguns dos quais terá chegado a enviar ao filho de ambos, de 14 anos, apurou Cascais24.

No âmbito de uma investigação de um crime de violência doméstica, os militares do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) do Comando Territorial da GNR de Lisboa apuraram que o suspeito ameaçava a ex-mulher, de 43 anos, também advogada e com domicílio na Malveira (Mafra), com a possibilidade de publicar vídeos de cariz íntimo nas redes sociais.

O homem, cuja identidade Cascais24 omite, terá mesmo chegado a enviar para o filho do casal, separado e a viver com a mãe vídeos sexuais, procurando fazer crer que nas imagens era ela em relações com outros homens, soube, ainda, Cascais24.

Referente a este mesmo casal, adianta, por sua vez, a GNR em nota oficial, “existe um outro processo de violência doméstica, desencadeado em 2016, no qual foi aplicada, como medida preventiva, a proibição de contactos e vigilância eletrónica, medida esta que entretanto se extinguiu”.

Submetido a primeiro interrogatório judicial no Tribunal Judicial de Sintra e, depois de ser mandado pela juíza, por duas vezes, ser retirado da sala, devido à sua "arrogância e agressividade", o suspeito viu confirmada a prisão preventiva, tendo recolhido ao Estabelecimento Prisional de Caxias.

Imprimir

Sem comentários:

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."

Abrigos precisam-se!

Quem põe na ordem donos de caninos?

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo
Artigo de OPINIÃO Drª Francisca Delerue

Expulsemos as traquitanas