Idosa atropelada em passadeira em Tires sofre traumatismo crânioencefálico

Segurança

                                                                                                                                                             (Foto arquivo)
Por Redação
14 dezembro 2018
Uma idosa, de 70 anos, sofreu traumatismo crânioencefálico ao ser atropelada na passadeira de peões, esta sexta-feira, na avenida Amália Rodrigues, em Tires.

Pedro Araújo, comandante dos Bombeiros de Parede

Segundo disse, a Cascais24, Pedro Araújo, comandante dos Bombeiros de Parede, "a senhora foi transportada em estado considerado grave à urgência do Hospital de São Francisco Xavier".

O atropelamento registou-se numa passadeira de peões na movimentada e principal via de Tires, perto do supermercado Modelo Continente.


Na operação de socorro estiveram mobilizados os Bombeiros, com uma ambulância, e a PSP, que registou a ocorrência, com quatro operacionais apoiados por dois veículos.

Não são conhecidas as circunstâncias em que foi registado mais este atropelamento nas estradas do concelho de Cascais, a maioria dos quais em passadeiras que, na maioria dos casos são atribuídos ao excesso de velocidade e à falta de civismo e de respeito de condutores para com os peões.
Imprimir 


3 comentários:

Garcia Vasco Jorge disse...

Essa estrada precisa de sistemas de moderação de velocidade.

Anónimo disse...

Abram a pestana. Muitos metem-se à grande porque pensam que a passadeira é tudo à vontade mas uma passadeira passa-se quando se tem certezas de segurança. É dever do cidadão atravessar apenas quando não existir risco de acidente. Quantos não se poem na passadeira sem pensar 2 vezes? Quantos passam a passadeira a pensar "o carro tem de parar" depois quando não pára dá nisto. O condutor pode ganhar um trauma pa vida com isto.

Unknown disse...

A senhora nao estava na passadadeira eu
e presente

+ populares

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."

MULTIMÉDIA.SAÚDE