Madrasta de pequena Valentina vai ficar isolada 15 dias na cadeia de Tires

Segurança

Por Redação
13 maio 2020
Márcia Bernardo, 38 anos, madrasta da pequena Valentina, morta em Atouguia da Baleia, em circunstâncias bizarras que deixaram o País em choque, recolheu em prisão preventiva ao Estabelecimento Prisional de Tires, onde vai ficar agora durante 15 dias em isolamento, para observação, afastada da restante população prisional, disse, a Cascais24, fonte prisional.

A madrasta da menina, 9 anos, foi transportada ao Estabelecimento Prisional de Tires pela Polícia Judiciária (PJ) de Leiria.

Márcia e o marido, Sandro, 32 anos, pai de Valentina, viram confirmadas a prisão preventiva esta quarta-feira, de manhã, por um juiz de Instrução Criminal de Leiria.

Enquanto Márcia recolheu à cadeia de Tires, Sandro deu entrada no Estabelecimento Prisional de Lisboa.

Sandro Bernardo está acusado do homicídio qualificado e de violência doméstica e Márcia está igualmente acusada de homicídio qualificado.

Os dois estão ainda acusados do crime de profanação de cadáver.


No Estabelecimento Prisional feminino de Tires, recorda-se, encontram-se atualmente em cumprimento de pena, Rosa Grilo e Diana Fialho - duas outras mulheres, entretanto condenadas por homicídio, que simularam os desaparecimentos das vítimas, a primeira do marido e a segunda da mãe adotiva.
Imprimir

2 comentários:

Leandra costa disse...

Isolamento?, eles mereciam era sentir o que a menina sentiu, dor muita dor, agonia era o que deviam lhes fazer a eles.

Da Serra disse...

Eu dava a essas três uma receita infalível...

Publicação em destaque

BOMBEIROS de Parede salvam canídeo de poço. Veja o vídeo do resgate

CANÍDEO aguarda pelo socorro (Créditos: BVParede) RESGATADO COM SUCESSO . Um canídeo foi resgatado, esta quarta-feira, de manhã, pelos Bomb...

FOI NOTICIA

BLOGS