MULTIMÉDIA

Coordenadora da proteção civil municipal deixa cargo e garantia de que “Cascais pode dormir descansado”

Segurança

Por Redação
27 dezembro 2018

A coordenadora da Proteção Civil de Cascais, Maria do Céu Garcia, abandonou este mês o cargo e, a partir de janeiro, vai assumir novas funções no Aeródromo Municipal de Tires, através da sua empresa municipal de origem, a Cascais Dinâmica, confirmando-se, assim, a notícia avançada em novembro em primeira mão por Cascais24.

No último conselho municipal de segurança, no qual esteve presente, Maria do Céu Garcia não quis deixar de garantir que “Cascais pode dormir descansado” e que “está tudo perfeitamente controlado, os polícias interagem e cooperam num objetivo comum”.

Para Maria do Céu Garcia, “o único dado que me preocupa continua a ser o aumento da violência doméstica, que nos deve preocupar a todos enquanto sociedade. E também a condução sob o efeito do álcool, ambos têm vindo a aumentar consideravelmente no concelho. Continua-se a consumir muito álcool, mas isso é uma questão de civilidade, é uma questão de boas práticas e também de fiscalização e de repressão que temos que fazer no terreno”.

Confirma-se a noticia do Cascais24
Segundo Cascais24 apurou, Maria do Céu Garcia poderá ter como tarefa nos novos desafios a enfrentar no Aeródromo de Tires a instalação do posto da PSP e do SEF em regime de permanência, o que vem traduzir-se numa maior e mais apertada fiscalização nas chegadas e partidas, pondo fim, espera-se, à impunidade com que “a criminalidade organizada e transnacional, nas suas mais diversas vertentes”, vem utilizando aquele espaço na última década e meia.

Maria do Céu Garcia, 57 anos, foi nomeada em janeiro último coordenadora da proteção civil municipal de Cascais.

Antiga adjunta da presidência do município cascalense, Maria do Céu Garcia terá decidido abandonar o cargo por sentir-se "desgastada profissionalmente" e necessitar de "mais tempo para a sua vida pessoal".


Maria do Céu Garcia, que é considerada por vários setores da vida cascalense como uma "excelente relações públicas", foi nomeada em outubro de 2013 adjunta do gabinete de apoio à presidência da Câmara de Cascais, deixando nessa altura a empresa municipal Cascais Dinâmica.


Carlos Mata
O cargo de Maria do Céu Garcia está, entretanto, a ser assegurado interinamente pelo diretor do Serviço de Proteção Civil Municipal, Carlos Mata que, segundo vários setores da vida cascalense, reúne consenso e todas as condições para lhe suceder.


No entanto, a decisão final cabe ao presidente do executivo, que é, simultaneamente, o responsável número 1 pela proteção civil no concelho, Carlos Carreiras, o qual, apurou Cascais24, está a ponderar alguns nomes, entre os quais o de um coronel da GNR, cuja presença tem sido bastante assídua nos últimos tempos nos Paços do Concelho.




Imprimir




1 comentário:

Da Serra disse...

Carlos Mata , alguém que percebe de protecção civil.
Esperemos que fique definitivamente. É uma mais-valia para Cascais!

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."

Abrigos precisam-se!

Quem põe na ordem donos de caninos?

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo
Artigo de OPINIÃO Drª Francisca Delerue

Expulsemos as traquitanas