Bairro social vive sob signo do medo com tráfico de droga, álcool e jogo ilegal

SEGURANÇA

Por Redação
20 maio 2020

Moradores do bairro social 25 de Abril, em Mato-Cheirinhos, na freguesia de São Domingos de Rana, vivem sob o signo do medo, devido à proliferação local do tráfico e consumo de drogas, consumo excessivo de bebidas alcoólicas nos acessos a andares de alguns edifícios e práticas de jogo ilegal.

A denúncia chegou a Cascais24 através de alguns moradores anónimos, que exigem a rápida intervenção, não só das forças de segurança pública, como, também, da empresa municipal Cascais Envolvente, que gere estas estruturas de habitação social.

“Somos cidadãos honestos e trabalhadores, sim que vivemos em habitação social, mas somos respeitadores e sabemos viver em sociedade e, infelizmente, temos que conviver com esta marginalidade no nosso bairro”, lamentou um morador, questionando: “Quem nos protege de esta gente?”.

Um outro morador, que pediu o anonimato, revelou que “vivemos num clima de medo e de insegurança” ao qual “ninguém nos acode”.

“Ligamos com frequência para a PSP de Trajouce, a pedir uma intervenção, mas dizem que só podem deslocar-se ao local se o denunciante se identificar, ora ninguém fornece a identificação quando telefona a pedir auxílio por receio de represálias”, fez saber outro morador, lamentando a “falta de atuação das autoridades”.

“Isto aqui parece o faroeste”, lamentou outro residente, que revelou, a Cascais24, que para além do consumo de drogas, “é daqui que parte a distribuição para todo o concelho de Cascais e afins”.

Esta situação insustentável, vivida no bairro 25 de Abril, em Mato-Cheirinhos, foi também comunicada ao presidente do município, Carlos Carreiras, mas os moradores denunciantes ainda não obtiveram qualquer resposta.

“Ainda estamos à espera de uma intervenção enérgica, que passa, necessariamente também pelo Gabinete de Assistência Social, que tem por missão, entre outras, pugnar pelo bem-estar dos moradores e erradicar quem está a infringir a lei, incorrendo em ilícitos criminais”, concluiu outra fonte.
Imprimir

5 comentários:

Unknown disse...

Aquilo ali é um bairro social...porque de la enfiarem pessoas que nao faziam parte daquela vivencia?cambada de desocupados quem fez a queixa...É só dor de cotovelo...eles ja lá estava...ja o ditado diz...quem ta mal muda-se...por isso queixosos bazem de la...

Unknown disse...

Tenhao vergonha... Aquele bairro foi feito para realojados de bairros de barracas... Vocês denunciantes foram para lá muitos anos depois... Ali não a tiros, mortes nem facadas... Ali sinplesmente os jovens estão na sua rutina q não é boa mas tanbem não chateiao ninguém... Não digao barbaridades porque eles não vos fazem mal... Ali não a ninhum clima de medo estamos em Cascais nao estamos no Brasil.. Tenhao vergonha....

Unknown disse...

Nao tem mais nada para fazer a nao ser denegrir a imagem do bairro ! pessoas maldosas que nao conseguem ver o bem e só sabem apontar o mal !cambadas de desocupados e fofoqueiros !
O bairro tem tanto de bom .. maa nos olhos dessas pessoas só conseguem ver o mal! Triste mesmo.. Muito tristes !
So fazendo mal e apontando o dedo que é que conseguem estar bem !
Tristes!

Paulo fernandes disse...

O bairro tambem tem trabalhadores e educação como em qualquer outro lugar no mundo...

Unknown disse...

Enfim mais do mesmo!!!! Gostam de viver no meio da merda e do lixo pagam de 40 € a 300 € de renda comem do banco alimentar e andam a roubar!!!!! Mas são esses cidadãos que taem direito a casa.... tudos os outros que trabalham para ter yma família e um bairro limpo são merda de vizinhos!!!!!
Vergunha devia de ter quem permite que o seu bairro ande assim ja não estama -mos nas barracas das marianas nen da tainha mas continuam a viver e fazer o mesmo estilo de vida tenho dito cambada de porcos...... sou do bairro e tenho vergunha de vocês moradores por deixarem de tudo desde seringas garrafas e pontas de charro nos prédios para sair de casa tenho de limpar a merda que os filhos dos outros deixam mas enfim

MAIS PROCURADAS

MULTIMÉDIA.SAÚDE

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."