MISTÉRIO. PJ poderá esclarecer morte de mulher no Estoril nas próximas horas

Segurança

O corpo de Carolina M foi encontrado este sábado na via pública, junto à habitação, na rua Fernando Pessoa (Foto CASCAIS24)


                        13 novembro 2019
A Polícia Judiciária (PJ) de Lisboa e Vale do Tejo está “empenhada em esclarecer todos os contornos do caso que envolve a morte de uma mulher”, Carolina M, 31 anos, cujo corpo foi encontrado este sábado, às primeiras horas da manhã, junto à habitação, na rua Fernando Pessoa, na Quinta da Carreira, em São João do Estoril, disse, a Cascais24, fonte da Direção Nacional da polícia portuguesa de investigação criminal.

As próximas 72 horas poderão ser decisivas para separar a verdade da mentira e deslindar um caso com contornos bizarros, não obstante, nesta fase, os inspetores da Secção de Homicídios, que têm procurado reconstituir os últimos passos da vítima e de uma amiga, ainda não terem a certeza absoluta do que realmente aconteceu naquela madrugada, mantendo em aberto todas as hipóteses, as principais das quais suicídio ou homicídio.

Segundo Cascais24 apurou, a vítima foi autopsiada esta terça-feira, de manhã, no Gabinete Médico Legal da Guia, em Cascais, mas de acordo com uma outra fonte da PJ “aguardam-se exames toxicológicos, que deverão demorar alguns dias”. 

Entretanto, nas últimas horas os inspetores da Secção de Homicídios ouviram Filipe L, o namorado da vítima, e Joana M, que terá transportado na sua viatura naquele sábado de manhã o corpo desde junto de um dos campos do Estoril Praia, na Amoreira, até à rua Fernando Pessoa, na Quinta da Carreira, em São João do Estoril. 

Filipe terá revelou que ele, Carolina e a amiga, Joana M, tinham ido jantar fora e ingerido álcool em excesso.

Altas horas da madrugada terá deixado as duas mulheres junto a um dos campos do Estoril Praia, na Amoreira, onde iriam encontrar-se com um alegado amigo de Joana M, desconhecendo o que aconteceu depois. 

Já numa primeira versão, fornecida às autoridades no dia da morte de Carolina, Joana M terá afirmado que tinha encontrado a amiga pendurada, com echarpe no gradeamento que delimita um dos campos do Estoril Praia, na rua Rio da Costa, na Amoreira. 

A seguir transportou Carolina M no carro até junto da sua residência, na rua Fernando Pessoa, na Quinta da Carreira, onde veio a ser confirmado o óbito por parte das autoridades. 

Carolina M, que deixa órfãos dois filhos, de 11 e 9 anos, entretanto entregues ao cuidado do pai, estava emigrada em Dublin, na Irlanda, onde trabalhava num hotel.

Teria regressado ao Estoril há algum tempo. 

Carolina e Joana manteriam um “relacionamento de amizade profundo”. Tratavam-se como “manas”, pelo menos nas redes sociais e onde a palavra “amor” estava sempre presente. 

Carolina M não teria motivos para pôr fim à vida, afirmam alguns amigos, que pediram o anonimato. 

“Nem quando lhe tiraram a custódia dos filhos, cuja guarda acabou por ganhar, alguma vez lhe passou pela cabeça suicidar-se, quanto mais agora, que recuperara a vida”, afirmam alguns amigos, pouco ou nada convencidos com uma eventual tese de suicídio.

O corpo de Carolina M deverá ser entregue à família esta quarta-feira para que possa ser realizado o funeral.


Imprimir






































12 comentários:

Su disse...

E o Tlm da Carolina já foi investigado pois acho estranho se o namorado a deixou depois de uma discussão e ela ficou com a Joana mas a Joana é que a encontra! De certeza que a Carolina mandou ou ligou a alguém nem que fosse um táxi oi secalhar até msg para o namorado isso nada se fala

Anónimo disse...

Se a joana Mourao está envolvida, entao temos cocaina à mistura... essa pessoa é uma desgraçada, já estragou a vida a muita gente e agora acabou por secalhar tirar a vida a uma pessoa......... só querem drrogas drigas e drogas acabam assim

Anónimo disse...

Acho esta estória toda muito mal contada. Saiem juntas, mas perdeu-se da amiga a meio do caminho e achou-a? Não percebi ainda porque não foi chamada a polícia e inem logo ao local. É preciso ter mto sangue frio para tirar um corpo sem vida que está pendurado, meter o mesmo no carro dela. Outro dia tinha chamado amigos ao local para transportarem o corpo no carro deles, hoje já tinha carro próprio?
Espero que a judiciária apure bem o que aconteceu com essa rapariga. Porque com tanta troca e baldroca de informação parece que estão a comer gelados com a testa, qd eu achava que tínhamos a melhor polícia da europa. Triste crianças órfãs. Se calhar se essa Joana tivesse chamado inem ajuda ao local eles tivessem mãe. Remoção cadáver é crime punido no código penal. Disso esses drogaditos devem ser responsabilizados! Como mãe, como cidadã quero justiça para essa pobre família.

Anónimo disse...

Falta saber quem são as outras 3 personagens desta historia??? A Joana disse que estava com mais uma amiga e dois amigos...

Anónimo disse...

Isto e uma vergonha ...só quem conhece a Carolina e que sabe a grande mulher que era e a força que sempre teve nunca se iria suicidar pois não tinha motivo
s para o fazer lutou e conquistou o que que queria os seus filhos que tanto amava... justiça seja feita...R.I.P Carol esteja onde estiveres olha por todos nós 🙏🙏🙏🙏🙏🙏

Anónimo disse...

Cuidado pois Deus dorme e quando menos esperares justiça vai ser feita Joana...

Anónimo disse...

Joana diz logo à polícia o que fizeste, não estás a contar tudo..
Tiraste o corpo da carolina no campo de futebol e andaste mais a merda dos teus amigos a passear no carro..
Não venhas com histórias que estavas toda bêbeda e drogada, tu também és mãe"mae que só os pariste" porque nem tomas contas deles.
Tu mesmo não vales nada que se faça justiça e que apanhes uns anjinhos lá dentro para ganhares juízo.
E quanto ao namorado Filipe também está a mentir, não foram jantar fora muito menos a Joana estava com eles, jantaram em casa a Carolina a mãe e uma amiga.
Deixem se de tretas e contem logo a verdade, foi mais fácil essa louca dessa Joana deixar o corpo a porta de casa e ligar para a mãe da Carolina, depois estar na risada com os outros enquanto a polícia fazia o trabalho dela.

Anonimo disse...

Resumo: noite que acabou mal. Provavelmente demasiadas misturas ao longo da noite e em excesso. Amigos ficaram aflitos com o que aconteceu e tentaram arranjar uma história que deverá ter sido mal contada devido aos excessos...

Anónimo disse...

Essa Joana tem que pagar junto com os demais!

Anónimo disse...

Cascais 24,já se passaram 72 hrs e nada sobre a verdade que levou a minha amiga!

Anónimo disse...

Alguém com nome de desenho animado está a meter-se em caminhos estreitos.
Vai mas é trabalhar que é o que te faz falta!

Anónimo disse...

De uma vez por todas , já chega !!!!
São todos uns Santos...mentirosos,nada sabem tudo inventam

Publicação em destaque

SISMOS o que fazer...

DICAS PREVENTIVAS |  Com o mais recente evento sismológico da Turkia e na Síria a pergunta que devemos fazer é se nós os Portugueses estamos...

FOI NOTICIA

UM JORNAL QUE MARCA A DIFERENÇA

UM JORNAL QUE MARCA A DIFERENÇA