MULTIMÉDIA

Monte Estoril não quer demolição das antigas cocheiras

Atual




As antigas cocheiras do Monte Estoril estão em risco de serem demolidas para darem lugar a alegados interesses imobiliários.
A destruição das cocheiras da avenida das Acácias, com entrada também pela avenida de Sabóia, é considerada “mais um atentado ao património da região”, motivo pelo qual foi posta a circular uma Petição Pública dirigida à Câmara Municipal de Cascais.
Para os promotores da petição, “podem não estar classificadas de interesse municipal (e deviam está-lo) nem público ou nacional, por não serem relevantes do ponto de vista arquitetónico, mas são-no enquanto património histórico do concelho de Cascais por datarem (uma raridade) da fundação da Companhia do Monte Estoril, a qual, relembre-se os esquecidos, é a razão de haver … Monte Estoril”.

As cocheiras do Monte Estoril constavam do Inventário Municipal do Plano Diretor Municipal de Cascais (PDM), mas a autarquia resolveu eliminá-las na sua última revisão e aprovar mais recentemente um projeto de demolição integral para dar lugar a construção de habitação.
Os moradores não concordam e protestam contra a decisão municipal, “feita sem nenhuma auscultação da população do Monte Estoril ou do concelho de Cascais”.

Cascais24 procurou obter uma posição do vereador municipal Nuno Piteira Lopes que, em julho de 2015, terá garantido não existir nenhum projeto para o local, mas sem sucesso.

As cocheiras do Monte Estoril localizam-se em plena Zona Especial de Proteção da “Casa Silva Gomes”, sita na Avenida das Acácias, nº 24, que está classificada Monumento de Interesse Público (Portaria n.º 740-CV/2012, DR, 2.ª série, n.º 248 (suplemento), de 24-12-2012)

“Queremos que a CMC garanta a salvaguarda destas cocheiras, não permitindo a sua destruição e aprovando única e exclusivamente projetos que visem a sua reabilitação e exploração com uso compatível”, afirmam os promotores da Petição Pública, à qual pode ter acesso aqui.
As cocheiras do Monte Estoril remontam à segunda metade do Século XIX e foram construídas de raiz para albergar os empregados da Companhia do Monte Estoril, principalmente os operários que trabalharam na construção da linha férrea que ligava o Monte Estoril a Pedrouços.

Sem comentários:

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."

Abrigos precisam-se!

Quem põe na ordem donos de caninos?

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo
Artigo de OPINIÃO Drª Francisca Delerue

Expulsemos as traquitanas