MULTIMÉDIA

Judiciária investiga terceiro incêndio em poucos dias na área do Parque Natural

Segurança

Esta tarde, em Murches, Bombeiros contaram com apoio aéreo no combate ao fogo (Foto DR/CASCAIS24)

Por Redação

06/10/2018

Um incêndio, que deflagrou este sábado, à tarde, em Murches, na área do Parque Natural e destruiu cerca de 3.000m2 de mato e pinheiros dispersos, vai ser investigado pela Polícia Judiciária (PJ) de Lisboa e Vale do Tejo, apurou Cascais24.


Este foi o terceiro incêndio, em poucos dias, que deflagrou na área do Parque Natural e, felizmente, rapidamente debelado graças ao ataque "musculado" dos corpos de Bombeiros.

Mais uma vez, neste sábado as chamas só não atingiram maiores proporções graças à intervenção de 99 operacionais, apoiados por 26 veículos, dos corpos de Bombeiros dos concelhos de Cascais, Sintra e Oeiras e 4 meios aéreos, um deles de monotorização.

Palha Gomes que coordenou as operações
Foi o terceiro incêndio na área do Parque Natural em poucos dias e rapidamente debelado pelos Bombeiros, confirmou, a Cascais24, José Palha Gomes, comandante dos Bombeiros de Alcabideche, que coordenou as operações.

Tradicionalmente cauteloso, José Palha Gomes escusou-se a avançar com qualquer hipótese para a origem do incêndio. "É uma questão que compete às autoridades averiguar", disse.

Este sábado, o fogo deflagrou pouco antes das quatro horas da tarde, entre Murches e Zambujeiro.

Foi dominado menos de uma hora depois, confirmou, por sua vez, a Cascais24, André Fernandes, comandante Distrital de Operações de Socorro de Lisboa.

Entretanto, soube, ainda, Cascais24, para prevenir uma qualquer reativação, cerca de 20 bombeiros, apoiados por 4 veículos, vão permanecer em vigilância na área nas próximas horas.

Imprimir






Sem comentários:

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."

Abrigos precisam-se!

Quem põe na ordem donos de caninos?

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo
Artigo de OPINIÃO Drª Francisca Delerue

Expulsemos as traquitanas