Novas viaturas e crachás de Ouro nos 90 anos dos Bombeiros de Alcabideche

ATUAL


Por CASCAIS24



A inauguração de cinco novas viaturas, a condecoração de um casal que ofereceu à associação dois lotes de terreno, em Alcoitão, e a atribuição de nove Crachás de Ouro, constituem os três pontos altos das cerimónias do 90.º aniversário da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Alcabideche, que decorrem este domingo de manhã.


Do programa das comemorações faz ainda parte uma homenagem aos sócios pelos seus 25 e 50 anos de fidelidade à associação, uma homenagem aos seus colaboradores pelos vários anos de serviço e dedicação e ainda aos atletas de karaté pelos excelentes resultados obtidos nas últimas épocas. 


Durante as cerimónias são entregues pela Câmara Municipal de Cascais dois veículos, adquiridos através do Orçamento Participativo do ano passado: um Veículo Urbano de Combate a Incêndios e um Veículo Tanque de Grande Capacidade. Ambos orçaram em 300 mil euros.


Três novas ambulâncias adquiridas pela própria Associação são, igualmente, inauguradas e colocadas ao serviço da comunidade.


Outro dos pontos marcantes é a condecoração, com a atribuição da Medalha de Serviços Distintos a um casal da freguesia de Alcabideche, que ofereceu à Associação dois lotes de terreno, em Alcoitão, destinados a equipamentos a projetar ao serviço da comunidade.


Palha Gomes


A atribuição de nove Crachás de Ouro da Liga dos Bombeiros Portugueses a elementos do Corpo de Bombeiros constitui outro dos pontos altos das comemorações. O antigo comandante, Carlos Mata, e o atual comandante, José Palha Gomes, são dois dos distinguidos com este crachá.


Situado no interior do concelho de Cascais, o Corpo de Bombeiros de Alcabideche serve uma comunidade fixa de cerca de 53 mil habitantes, distribuída por uma área de 39,7 km2..


Com uma atuação diversificada, que abrange uma importante mancha florestal, os Bombeiros de Alcabideche têm na sua jurisdição alguns dos principais eixos rodoviários do concelho, além de significativas estruturas comerciais e industriais.





Ana Rita, falecida no fogo do Caramulo


Este Corpo de Bombeiros, que na sua história recente foi abalado pela perda de uma voluntária, Ana Rita Pereira, falecida no incêndio do Caramulo, regista uma média anual de 30 000 serviços, nas áreas do combate a incêndios, emergência pré-hospitalar, transporte de doentes e outros na área de proteção e socorro.


Atualmente, nas instalações da Associação presidida por José Filipe Ribeiro, funcionam várias atividades desportivas destinadas aos associados e um centro clínico.

Sem comentários:

Publicação em destaque

BOMBEIROS de Parede salvam canídeo de poço. Veja o vídeo do resgate

CANÍDEO aguarda pelo socorro (Créditos: BVParede) RESGATADO COM SUCESSO . Um canídeo foi resgatado, esta quarta-feira, de manhã, pelos Bomb...

FOI NOTICIA

BLOGS