Deputados Independentes eleitos pelo PS demitem-se da Assembleia Municipal

Atual

Por Redação

Isabel Magalhães, Pedro Rocha dos Santos e Marita Moreno Ferreira, deputados municipais independentes, eleitos nas listas do PS, demitiram-se esta segunda-feira, à noite, durante os trabalhos da Assembleia Municipal de Cascais.

Em causa, estará “a falta de respeito pela independência partidária”.

Isabel Magalhães, citada pelo jornal I, explicou as razões das renúncias com a "falta de compreensão e respeito pela verdadeira independência".

A deputada municipal e jurista adiantou ser difícil admitir que “os jogos político-partidários, os ambientes crispados e as lutas intestinas se sobreponham aos interesses de Cascais". "Do ponto de vista pragmático estou aqui a fazer muito pouca coisa, a não ser dar voz muito esporádica e com efeitos práticos muito diminutos aos cidadãos que me honraram com a sua confiança", acrescentou, ao I, a antiga presidente do Movimento Independente SerCascais e vereadora municipal.

Há um ano, Isabel Magalhães, então ainda vereadora independente no executivo camarário, tinha decidido abandonar a luta autárquica, mas acabou por integrar, como independente, a lista do PS à presidência da Assembleia Municipal nas eleições de 1 de outubro.

O convite do PS, foi extensivo aos outros dois deputados, Rocha dos Santos e Marita Ferreira, que agora também renunciaram ao cargo.

Ao integraram a lista do PS, o objetivo era de acabar com a maioria absoluta do PSD, liderada por Carlos Carreiras. 

"As variadas razões que aleguei para justificar as minhas intenções para não me candidatar há um ano atrás persistem", concluiu Isabel Magalhães nas declarações ao jornal I.

Segundo Cascais24 apurou, estas demissões não terão, à partida, reflexo na continuidade dos dois vereadores municipais independentes eleitos na mesma lista do PS.





Imprimir

3 comentários:

Pedro Tomaz Leitão disse...

Não percebo qual é a admiração há muitos anos que o ps em cascais é só um grupinho de amigos do Carreiras/Piteira/Luz à procura de um tachitos para se governarem e toda agente sabe isso.

Anónimo disse...

Se já não existia motivação entao porque integraram as listas do PS ?
Precisamos de dinamismo e acção reiterada para libertar Cascais da propaganda, ideias neoliberais, retrogadas, e pouco condizentes com o panorama a nivel nacional.

A Bem de Cascais

Aires Esteves disse...

No Manifesto Popular para o Concelho de Cascai, em que me apresentei (e dei a cara) como primeiro candidato à Assembleia Municipal pelo PCTP/MRPP, dizíamos: Cabe ao povo de cascais derrotar a actual vereação "das festas", da "especulação imobiliária", dos "amigos", do privilegiar do "litoral", e começar a criar as condições para a mudança que, mais tarde ou mais cedo, será inevitável.

E mais dizíamos: Derrotar, também. a chamada oposição , que mais não faz do que achar que o PSD e Carlos carreiras são "eternos vencedores em cascais" e , sendo assi, combatem a actual vereação sem ideias e sem ideais, apenas com o propósito de obter uma migalha do poder na vereação, isto é , um lugar de vereador.
Não me admira que esta e outras situações possam vir acontecer.

DESTAQUE. 29 cães em risco resgatados em Carcavelos

+ populares

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."

MULTIMÉDIA.SAÚDE