MISTÉRIO. Câmara oferece pelouros a vereadora independente eleita pelo PS

Atual

Por Redação
Em atualização

Isabel Guerra, vereadora independente e eleita nas listas do PS, terá sido convidada pelo vice-presidente do município, Miguel Pinto Luz, para ocupar os pelouros da Igualdade do Género, Inovação Social e Proteção de Menores no executivo da maioria liderado por Carlos Carreiras, apurou Cascais24.

A própria vereadora, uma desconhecida nos meandros políticos de Cascais e proposta para a lista do PS pela independente Isabel Magalhães, que entretanto renunciou ao mandato na Assembleia Municipal, juntamente com dois outros deputados municipais, terá informado na semana passada a concelhia socialista do convite, embora não precisasse pormenores.

O convite que, desde logo, terá sido aceite pela própria Isabel Guerra, terá apanhado completamente de surpresa o Partido Socialista (PS), bem como toda a oposição em Cascais. Algumas fontes, que pediram o anonimato, classificaram mesmo esta alegada atribuição de pelouros como um "mistério".

Embora a atribuição de pelouros à vereadora independente ainda esteja quase como que no “segredo dos Deuses”, porventura à espera do regresso de Carlos Carreiras, ausente neste momento no estrangeiro para ser anunciada oficialmente, a verdade é que fontes próximas da autarquia disseram a Cascais24 que as mudanças de gabinete terão começado esta semana e, inclusivamente, Isabel Guerra tem atribuída viatura e nomeado motorista.

Sem sucesso, Cascais24 procurou esta terça-feira, à noite, obter reações junto de fontes do município e do próprio PS sobre a alegada atribuição de pelouros à vereadora independente que integrou a lista do PS nas eleições de 1 de outubro para fazer oposição à coligação de maioria que governa Cascais, à qual, segundo tudo parece indiciar, decidiu agora juntar-se.

Em vão, Cascais24 procurou, igualmente, contatar Isabel Guerra, a fim de obter uma declaração.

A vereação PS na Câmara de Cascais é constituída por Gabriela Canavilhas e Luís Miguel Reis e pelos independentes João Aníbal Henriques e Isabel Guerra.

Estes dois independentes terão sido propostos por Isabel Magalhães, durante as conversações com o PS para a respetiva lista para as eleições de 1 de outubro passado.


Recorda-se que a própria Isabel Magalhães, acompanhada de dois outros deputados municipais, Marita Ferreira e Pedro Rocha dos Santos, renunciaram aos mandatos há semana e meia na Assembleia Municipal.

Isabel Guerra, diz a sua nota biográfica publicada no site oficial do município, tem formação na área da educação, tendo sido diretora de uma escola jardim de infância e primeiro ciclo no Monte Estoril,  bem como formação na área de terapias holísticas e, também, em regime de voluntariado presta serviço na Associação Internacional de sintergética.

Participou em várias organizações ligadas à educação, nacionais e internacionais. Nesta área é membro de duas organizações internacionais: OMEP - Organização mundial de Educação Pré Escolar e Associação Ibero Americana de Saúde Escolar e Universitária (nesta na qualidade de sócia fundadora) e desenvolveu trabalho na área social em regime de voluntariado, tendo sido diretora de uma IPSS de âmbito nacional, refere a mesma nota.













Imprimir

3 comentários:

Anónimo disse...

Esta situação viola claramente o código de ética e conduta , pelo que aconselho um comunicado imediato do PS Cascais, a retirar confiança politica neste elemento, solicitando a sua imediata demissão e substituição por um outro elemento .
Passar para o outro lado da barricada, por um cargo de importância menos dois, com direito a gabinete e motorista, é muito pobre para quem uma fatia do eleitorado PS votou e confiou para sua representação .

A BEM de CASCAIS , pela transparência de actuação na casa da democracia .

Anónimo disse...

Mais do mesmo ... o caciquismo no seu esplendor .

Também já repararam que no Avenida Marginal, junto ao Forte de Santo António, existe agora um outdoor, que mais não representa do que publicidade enganosa da edilidade sobre um "novo Forte " que já existe à cinco centenas de anos, e de má memória para os amantes da liberdade ...recentemente, o Estado celebrou um protocolo para serviços de limpeza e manutenção à edificação,com a Câmara Municipal , não mais que isso ; tudo conta para show off , enquanto outro património arqueologico como as grutas da Alapraia, Cidereira,Poço Velho, e outros fortes cedidos ao municipio estão ao abandono tais como Forte Velho do Guincho , e São Teodoro da Canaveira.
É preciso gente em CASCAIS com coluna vertebral, que promova acções concertadas tanto na casa da democracia como junto das populações, de molde a abreviar este regime autocrático que vigora em Cascais, onde o codigo de ética e conduta em vigor devia constituir base sólida de actuação e principios orientadores da missão e valores a desempenhar .

Anónimo disse...

Nada melhor que anónimos a propagandear a democracia...LOL!

Publicação em destaque

FUNCIONÁRIA do Modelo Continente de Tires salva cliente de 81 anos em paragem cardiorrespiratória

HEROÍNA .  Ao aplicar os seus conhecimentos de suporte básico de vida, com a ajuda de um desfibrilhador, até à chegada dos Bombeiros de Pare...

FOI NOTICIA

BLOGS