PCP alerta para processos de "municipalização de áreas sociais" em Cascais que "devem ser travados"

Atual

Por Redação


Os processos de municipalização das áreas sociais no concelho de Cascais, como a educação, saúde, cultura e património, transportes, segurança pública e questões da orla costeira estão a preocupar o PCP, que considera serem processos que “visam a desresponsabilização do Estado Central e que podem ter como objetivo a privatização de serviços públicos”.


Estas preocupações foram manifestadas, este domingo, durante uma sessão de esclarecimento sobre os eixos da política alternativa, patriótica e de esquerda que o PCP propõe para o País, que decorreu no Salão dos Bombeiros Voluntários da Parede e na qual participou Jorge Pires, da Comissão Política do Comité Central do partido.
Jorge Pires


Perante cerca de 50 participantes nesta sessão de esclarecimento e ao nível das preocupações do PCP no concelho de Cascais foi sublinhado que “o esclarecimento, a denúncia e a luta junto dos trabalhadores e das populações é o caminho para travar estes processos e afirmar a necessidade de valorização e defesa das funções sociais do Estado e dos serviços públicos de qualidade e universais”.


Esta sessão pública bastante concorrida foram debateu, ainda, as principais linhas da proposta politica que o PCP defende, entre as quais a renegociação da dívida, o investimento público e a produção nacional, a valorização do trabalho e dos trabalhadores, o controlo público dos sectores estratégicos da economia, a defesa das funções sociais do Estado e dos serviços públicos de qualidade, mais e maior justiça fiscal e a defesa de uma política de soberania e independência de Portugal”.





Imprimir

1 comentário:

Vasco Graça disse...

Saúdo a iniciativa por duas razões. A primeira porque considero essencial todas as iniciativas de reflexão e debate que contribuam para vivificar a cidadania neste concelho mais ou menos amordaçado. Segundo porque o tema em causa(a chamada descentralização que mais não é do que uma municipalização tendente a aumentar os poderes dos presidentes das Câmaras) é um assunto essencial para o porvir dos portugueses.
Bem gostaria eu que o meu Partido (PS) tivesse sobre o tema uma posição clara e consistente e que, em Cascais, contribuísse para haver debate público e aberto sobre este e outros assuntos. Mas tenho esperança...

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."

Abrigos precisam-se!

Quem põe na ordem donos de caninos?

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo
Artigo de OPINIÃO Drª Francisca Delerue

Expulsemos as traquitanas