Saque do IMI rende 50 milhões a Cascais

Atual




O concelho de Cascais é o segundo do País, depois de Lisboa, com o maior encaixe de sempre (50 milhões de euros) do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI).

Este ano, o IMI deverá render às autarquias 1,54 mil milhões de euros, o que significa o maior encaixe de sempre com esta taxa, de acordo com as contas feitas pelo matutino Correio da Manhã (CM).

O prazo para o pagamento do IMI sobre imóveis avaliados em mais de 500 milhões de euros terminou esta quinta-feira. 

Lisboa é o município mais beneficiado, com as receitas a chegarem aos 114 milhões de euros, seguido de Cascais, com um encaixe de 50 milhões e depois Sintra com 49 milhões.

Ainda de acordo com o CM, a evolução dos dados sobre o imposto mostram que as receitas aumentaram 452 milhões de euros desde 2010, devido a reavaliações do valor patrimonial e ao forte crescimento das vendas.

No ano passado, só em Cascais e no Estoril havia uma grande lista de espera para a compra, sobretudo de apartamentos com vista para o mar, estacionamento próximo do centro e valores a variar entre os 500 e os 800 mil euros.

Entre os clientes que mais têm agitado o mercado do segmento médio alto e alto do concelho de Cascais estão os brasileiros, os chineses, os russos, os angolanos e os sul-africanos, todos em busca dos célebres vistos Gold.

Recorda-se que no ano passado o município de Cascais anunciou a descida do imposto municipal sobre imóveis (IMI) para 0,38%., como sendo uma das medidas destinadas a "aliviar a carga fiscal sobre os cidadãos, famílias e empresas".

Sem comentários:

+ populares

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."

MULTIMÉDIA.SAÚDE