Presidente da República pede “aplauso” para Carreiras em visita a escola na Parede

Atual

                                                                                                                    (Foto Luis Bento/CMCascais)



Apesar da proximidade das eleições autárquicas de 1 de outubro, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa que, esta segunda-feira, na abertura do novo ano letivo, esteve de visita à Escola 31 de Janeiro, na Parede, aproveitou para pedir às crianças, pais e docentes “um aplauso para a Câmara Municipal de Cascais, para o senhor presidente da câmara” e elogiou o trabalho desenvolvido pela autarquia na área da educação.


Durante a sua visita de cerca de hora e meia ao estabelecimento de ensino, Marcelo Rebelo de Sousa manteve sempre a seu lado Carlos Carreiras, recandidato à presidência do município pela coligação “Viva Cascais”.


Na ocasião, Carreiras aproveitou a visita do Presidente da República para anunciar a ampliação da escola, bem como de um centro de cuidados continuados e novos espaços verdes. 


(Foto Luis Bento/ CMCascais)
O autarca adiantou que "esta escola, depois de a outra estar construída, será transformada não só num centro de cuidados continuados como também num centro de formação de cuidadores", e prometeu ainda que a Bateria da Parede dará lugar a "um dos maiores espaços verdes" na localidade.


Entretanto, o Presidente da República elogiou a Associação Escola 31 de Janeiro e condecorou com a Ordem da Instrução Pública este estabelecimento de ensino cooperativo fundado há mais de um século, onde os alunos aprendem xadrez desde o primeiro ano de escolaridade.




1 comentário:

Anónimo disse...

Com todo o respeito pela Escola 31 de Janeiro, esta cerimónia deveria ter lugar depois de 01.10 2017.
Seguramente que o Sr. António Sampaio da Novoa jamais se prestaria a uma situacao destas.
Lamento que nao se tenha abordado a falta se cultura democrtica en Cascais e os sucessivis escandalos que grassam na comunicação social .

A Bem de Cascais

Publicação em destaque

O regresso ao escritório pós-Covid: modelos e medidas a adaptar

TRABALHO .  O teletrabalho deixou de ser obrigatório desde o dia 1 de agosto em Portugal. A medida estava em vigor desde janeiro deste ano, ...

FOI NOTICIA

BLOGS