Escuteiros de Manique levam ajuda às vítimas dos incêndios no Centro do País

Atual

 

Por Nuno Oliveira Jorge / Jornalista


O Agrupamento de escuteiros 550 de Manique de Baixo, na freguesia de Alcabideche, criou uma onda de solidariedade para com as vítimas dos incêndios florestais e pôs em marcha a recolha de bens essenciais que, este sábado, foram entregues nos Bombeiros da Marinha Grande e no Agrupamento de Escuteiros de Santa Comba Dão, na região Centro do País - uma das mais afetadas pela vaga de fogos no último fim de semana.
 
O sucesso da onda de solidariedade traduziu-se este sábado, de manhã, no transporte em veículo pesado de mercadorias, cedido pela Câmara Municipal de Cascais e numa carrinha disponibilizada pelo Grupo Musical e Desportivo 31 Janeiro de Manique Baixo, de dezenas de bens alimentares, produtos de higiene, material para bebés e crianças, roupas e até mesmo ração para animais domésticos.

Os dois veículos com os donativos conseguidos, até ao momento, partiram dos Salesianos de Manique, onde o Agrupamento de Escuteiros 550 tem a sua sede desde fevereiro último - inaugurada por Carlos Carreiras, também ele antigo escuteiro, e que serve 178 jovens e adultos.

Um dos lemas do Agrupamento 550, que existe há 38 anos, é "fazer sempre melhor pela comunidade local, com solidariedade e atividades dos jovens sem esperar nada em troca, com entrega ao próximo e fidelidade à promessa".

Entretanto, Vítor Jesus, chefe do Agrupamento de Escuteiros 550 de Manique, revelou que "a recolha vai continuar até ao próximo fim de semana" e "agradeceu o esforço de toda a população para minimizar aquele sofrimento", apelando, simultâneamente, à continuação de entrega de donativos, que continuarão a chegar aos destinos, faseadamente.

Sem comentários:

+ populares

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."

MULTIMÉDIA.SAÚDE