Aldeia de Juso em “pé de guerra” com projeto que Carreiras diz não existir

ATUAL

MORADORES de Aldeia de Juso protestam contra perspetiva de construção de área comercial

Por REDAÇÃO*
29 abril 2021 | 22h41

A Aldeia de Juso está em “pé de guerra” com a perspetiva de construção de uma área comercial com mais de 30.000 m2, à saída da A5, e a destruição da localidade com os impactos que isso poderá trazer em matérias de tráfego, ruído, ambiente, poluição atmosférica, qualidade de vida em geral e outras de índole patrimonial, numa das zonas que ainda possui melhor qualidade de vida de Cascais.


Em março deste ano, os moradores da Aldeia de Juso tomaram conhecimento de um alvará emitido em 20 de novembro de 2020 pela Câmara Municipal de Cascais para construção de uma enorme zona comercial e de serviços no local das antigas instalações da Alcatel, que contraria as limitações impostas pela escritura de doação do terreno, de 1963 e que terá até 4 andares de altura numa das suas frentes.

“A construção, se for por diante, poderá aniquilar por completo a calma da localidade e desvalorizar grandemente as moradias que têm sido construídas ao longo das últimas décadas, devido ao aumento exponencial do trânsito, ao ruído, poluição atmosférica e à presença de camiões de transportes que venham a abastecer a zona comercial que a ser criada”, denunciam os moradores.

A população está revoltada e, indignada até, e assim que tomou conhecimento, avançou com um abaixo-assinado que, em poucos dias, reuniu mais de 2.100 assinaturas, deixando antever uma nova e poderosa frente de contestação aos planos do executivo, de maioria PSD/CDS/PP.

Os residentes da Aldeia de Juso contam também com o apoio das populações vizinhas-  Birre, Areia, Murches, Charneca, Zambujeiro, Janes e Malveira da Serra, que “não compreendem como pode o chamado governo local de Cascais licenciar um equipamento deste tipo e grandeza numa zona que já conhece um tráfego assinalável e quando, a poucos quilómetros, se encontram outros equipamentos semelhantes”. 

POPULAÇÃO receia que para além de área comercial venham também a ser construídas mais 60 moradias
_________________________________________________

Para além da área industrial, a população receia que venham a ser também construídas mais 60 moradias mesmo ao lado da rotunda onde termina a A5, o que poderá vir a tornar infernal a entrada e saída da auto estrada- principal via de circulação rodoviária do concelho, sobretudo para quem trabalha em Lisboa.

Os moradores têm tentado obter explicações da Câmara Municipal, mas, segundo os moradores, “a mesma tem-se enredado em explicações e desmentidos, sem que, no entanto, haja qualquer sinal de que o projeto venha a ser travado por total falta de vontade da edilidade”.

E, há mesmo quem fale em episódios caricatos neste processo de contestação, por exemplo o caso de um vereador, Nuno Piteira Lopes, que garantiu em reunião pública do executivo que a nova área industrial beneficiará a zona, alegadamente degradada por “nela haverem prostituição e corridas ilegais de automóveis”, facto que os moradores contestam em absoluto. Além disso, os moradores tentaram, nas últimas semanas, inscreverem-se para participar em reuniões camarárias para aí expressarem o seu descontentamento e repúdio, sem que o tenham conseguido fazer por, alegadamente, haver outros inscritos, apesar de, depois, verificar-se ser o número de participantes inferior ao número indicado pela autarquia.

A justificação da autarquia é que “inscreveram-se fora de tempo”, mas entretanto foram avisados por email municipal de que podiam intervir na próxima reunião do executivo”. 

ABAIXO assinado e petição entregues ao poder autárquico cascalense
________________________________________________

Esta semana, finalmente, os moradores conseguiram proceder à entrega do abaixo-assinado à Câmara Municipal e participar na Assembleia Municipal que teve lugar no dia 27 de abril, por videoconferência.

Na sua intervenção de 5 minutos na Assembleia Municipal, António Lourenço, presidente da recém-criada Associação para a Defesa de Aldeia de Juso, cuja constituição deverá ser formalizada nos próximos dias, afirmou serem “desprovidas de verdade palavras, algo infelizes”, proferidas na reunião do executivo de que “o local em causa era de prostituição e servia para corridas ilegais”, além de que, efetivamente, existe um “projeto aprovado para a área”.

Já na resposta, o “Mayor” de Cascais, Carlos Carreiras procurou desvalorizar a situação, alegando não só desconhecer parte do que o representante da associação afirmava, além de que, assegurou, “não ter dado entrada nenhum projeto na Câmara Municipal de Cascais”. 

AVISO prova alvará emitido nas obras em curso, de terraplanagem dos terrenos da antiga Alcatel e com abate de árvores 
_________________________________________________

E, por estarmos em ano de eleições autárquicas, o presidente da Câmara de Cascais aproveitou para lançar farpas ao afirmar que “não é anormal estas coisas acontecerem em anos com a tipologia do presente ano, nem sequer é anormal, também, nalguns munícipes que agora também tentar liderar um movimento”

A verdade é que, aparentemente, os moradores deixaram de acreditar nas palavras do executivo camarário e estão dispostos a ir até onde for possível na defesa intransigente da qualidade de vida e do ambiente da Aldeia de Juso.

*Com Nuno Santos Pereira



 



1 comentário:

Unknown disse...

Boa tarde,
Resido na Aldeia de Juzo à 32 anos, e não conheço a pessoa do Sr. António Lourenço, nem a Associação de Defesa da Aldeia de Juzo a que diz pertencer.
Independentemente, das posições que cada um queira assumir, a favor ou contra, não deve a pessoa em causa, estar a falar em nome dos moradores da Aldeia de Juzo, tal como refere no Correio da Manhã de hoje, pois da minha parte não deleguei em ninguém para esse efeito.
Talvez fosse mais apropriado se for o caso, referir que fala em nome de vários ou alguns dos moradores da Aldeia de Juzo.
Diamantino Gomes

Publicação em destaque

BOMBEIROS de Parede salvam canídeo de poço. Veja o vídeo do resgate

CANÍDEO aguarda pelo socorro (Créditos: BVParede) RESGATADO COM SUCESSO . Um canídeo foi resgatado, esta quarta-feira, de manhã, pelos Bomb...

FOI NOTICIA

BLOGS