A escandalosa vida de Juan Carlos I que viveu infância e juventude no Estoril

CULTURA

JUAN Carlos I, o agora Rei Emérito de Espanha, é tema do livro de Pilar Eyre

Por REDAÇÃO
12 maio 2021 | 18h42

Como é que Juan Carlos I, um rei com uma força icónica única na Europa, com um país aos seus pés, com a cumplicidade de certos políticos, com dinheiro e com as mulheres mais bonitas do mundo, pôde arriscar tudo? No seu percurso rumo ao abismo foi deixando para trás a família, os amigos, o prestígio, a honorabilidade...Foi por causa de uma mulher? Por amor ao dinheiro? Por inconsciência ou por arrogância?



 

As respostas sobre o atual Rei Emérito de Espanha, que viveu parte da infância e adolescência com a família na Vila Giralda, no Estoril e, atualmente, está no exílio, algures no Dubai, encontram-se neste livro direto, trepidante e comovente. Estão lá todas: sobre o rei e sobre o homem. A criança assustada, o joguete nas mãos do pai e de Franco, o adolescente que alegadamente matou acidentalmente o irmão, então com 14 anos, no Estoril, o rapaz apaixonadiço e frívolo que colecionava namoradas, e o jovem que se viu obrigado a casar com uma mulher que nunca amou. Mas também o ser atormentado e depressivo cuja vida mais íntima e os momentos mais secretos se revelam pela primeira vez nestas páginas com uma clareza surpreendente. 

Juan Carlos I precisava da caneta sincera e corajosa de Pilar Eyre para retratar até ao mais ínfimo e oculto pormenor todos os aspetos da sua vida, desde a sua luta pelo trono aos seus anos de fulgor e o seu lamentável crepúsculo.

 

Algumas palavras

 

"Como na longa dúzia de biografias que escrevi até ao momento, os meus livros apoiam-se em dois eixos fundamentais: docu­mentação e imaginação. Do mesmo modo que ilustres autores como Heródoto, Homero, Stefan Zweig, André Maurois ou Fest, pus na boca das minhas personagens palavras que nunca ouvi e recriei cenas em que não estava presente, apesar de ter contado com a suficiente docu­mentação para pensar que esses acontecimentos, se não ocorreram, poderiam ter ocorrido e são, portanto, verosímeis. Disse-o Vargas Llo­sa com genialidade a propósito das suas próprias obras: os recursos e a visão do romancista realçam e enfatizam os factos históricos, nós os escritores podemos movimentar-nos no território da realidade e da ficção à nossa vontade", diz a autora, Pilar Eyre.

 

"São incontáveis os livros que se escreveram sobre Juan Carlos de Bourbon ou outros membros da família e, ainda que eu creia tê-los lido a quase todos, tive de selecionar, por razões de espaço, os que mais contribuíram para a elaboração deste retrato. Eu própria escrevi as bio­grafias da sua mãe, da sua avó, da amante do seu avô, do seu mentor (Franco), da sua mulher, a rainha Sofia, além de dois outros livros e de centenas de artigos jornalísticos sobre as vicissitudes gerais da família Bourbon", acrescenta a escritora espanhola. 


 "São muitos anos, pois, de investigações documentais e tam­bém são muito abundantes os testemunhos que recolhi sobre a figura de D. Juan Carlos, de pessoas que o conheceram nalgum momento da sua vida e que responderam às minhas perguntas com uma genero­sidade que nunca poderei agradecer o suficiente. Este livro é, pois, o culminar de uma especialização que se materializou no ano de 2005. Quero conhecer as pessoas que estão por baixo dos títulos. Espero tê-lo conseguido", conclui Pilar Eyre.

 

Pilar Eyre, a autora

 

Pilar Eyre (Barcelona, 1951) estudou Filosofia e Letras e Ciências da Informação. Exerce jornalismo como colunista, entrevistadora e repórter em diversos jornais e revistas e colabora também com várias emissoras de rádio e televisão. 


É autora de inúmeros livros entre eles os relatos históricos EnaPasión imperialMaría la Brava  e, sobretudo, A Solidão da Rainha — publicados com grande sucesso pela Esfera — converteram-se num fenómeno editorial. Em 2014 foi finalista do Prémio Planeta com o seu romance A Minha Cor Preferida é Ver-te, que foi muito bem recebido pelos leitores, assim como a sequela: Nomeolvides . Os seus últimos romances são Carmen la rebelde  e Un perfecto caballero .



 


Sem comentários:

Publicação em destaque

BOMBEIROS de Parede salvam canídeo de poço. Veja o vídeo do resgate

CANÍDEO aguarda pelo socorro (Créditos: BVParede) RESGATADO COM SUCESSO . Um canídeo foi resgatado, esta quarta-feira, de manhã, pelos Bomb...

FOI NOTICIA

BLOGS