A Câmara "garante consultas gratuitas à população"… pois…pois…!

OPINIÃO

04 maio 2021 | 17h05
Se não fosse grave seria apenas mais uma ridícula anedota.

Há muito que o Presidente da Câmara de Cascais age de acordo com a sua convicção de que os  cascalenses são apenas um 'bando de crédulos tótós'. Entende ele que pode mentir e manipular à vontade porque o importante é fazer 'boas' campanhas de marketing para eleitores que 'engolem' tudo, têm memória curta e acabam, sempre, por dar-lhe o poder absoluto de que ele tanto carece.

Quem se lembra ainda da anunciada 'revolução económica' do Concelho com a aportagem de cruzeiros que passariam a ser uma constante em Cascais? Ou do prometido 'cluster' da saúde com unidades de cuidados diversos, Universidade de Medicina, centros de investigação, museu e uma forte aposta no 'turismo de saúde'? E a recuperação da Bataria da Parede com a criação de um Museu e um Parque Temático?

O que resultou do tão celebrado Protocolo para a instalação do Museu Português da Arma no Forte de Oitavos'  ou, mais recentemente,  da compra de fábricas na China e da produção de vacinas em Cascais?

Os exemplos não faltam. São muitos anos de efabulação para iludir os cidadãos. 

A fantasia da propaganda da Câmara de Cascais nem tem limites na mentira nem contenção no desperdício financeiro. Cascais já gastou cerca de 8 vezes mais do que o Porto e 400 vezes mais, por habitante, do que Gondomar.

Nos últimos tempos, como parte de uma campanha para desmerecer o Serviço Nacional de Saúde e promover o 'privatismo' do negócio da doença, Carlos Carreiras tem-se empenhado em querer demonstrar que as Autarquias é que são as grandes obreiras da saúde em Portugal. A pandemia deu-lhe ocasião para desperdiçar milhões de euros em foguetório publicitário que, para além de lhe garantir visibilidade mediática, de pouco serviu à generalidade das pessoas a não ser àquelas, poucas, que amealharam muito com tanto despesismo camarário. 

Eufórico com o sucesso mediático que tem conseguido o Presidente da edilidade lançou-se em grandes ousadias. Com uma profusão de cartazes e artigos em jornais anunciou que iria lançar o 'Sistema Local de Saúde e Solidariedade Social' . Finalmente, à custa dos dinheiros da Câmara (de todos nós) o PSD/CDS do burgo iria mostrar  como é que se dá aquele 'abraço de urso' que, segundo eles,  há muito deveria ter sido 'oferecido' ao SNS.

Em nome de 'ajudar' o Serviço Nacional de Saúde e "retirar pressão"' dos seus Centros de Saúde, Carlos Carreiras anunciou um 'sistema local' complementar que funcionaria para todos os cascalenses com base num inovador processo de teleconsulta. Da prolixa, mas confusa, propaganda que foi divulgada ficava a ideia de que iria ser implementado um sistema paralelo com várias valências, tecnologicamente inovador, a que todos os habitantes do concelho passariam a ter acesso gratuito. 

Afinal, mais uma vez, a montanha pariu um rato.

De concreto o dito 'sistema local de saúde' resume-se a…uma cabine esquisita e à publicitação de um seguro de saúde

Mas, proclama-se que  fiquem os cascalenses tranquilos porque a partir de agora a Câmara resolve-lhes os problemas de saúde. Se tiverem o cartão camarário 'Viver Cascais' (quando forem votar não esqueçam:  viver/vida/VIVA  Cascais…) podem aderir a um seguro da empresa Médis (importa fixar bem o nome porque é para isso que serve a publicidade) que lhes "dá acesso à Cabine de Saúde Cascais, um dispositivo médico que permite realizar consultas à distância com um médico de medicina geral e familiar".

A partir de 3 de maio os cascalenses (os que tiverem o dito seguro, claro) podem acorrer ao Complexo Desportivo da Abóbada onde encontrarão uma cabine (se tudo correr bem pode ser venham a aparecer mais meia dúzia)  onde farão o  necessário para cuidarem da sua saúde.

A cabine é pequenina mas está lá tudo. Como o Presidente-mor do burgo já anunciou que irá dispôr de 1,5 Milhões de euros (dos impostos que pagamos) para esta arrojada iniciativa, deduz-se que a manutenção  e eventual replicação, da maravilhosa cabina é coisa de bastante 'alimento'.

Espera-se sinceramente que não lhes venha a acontecer o mesmo que aos parecidos urinóis que, há uns anos,  pululavam em Paris. 

Que viva a cabine que nos trata da saúde e que haja paciência para tanto disparate.

Outros artigos recentes de VASCO GRAÇA

+Refletir enquanto é tempo sobre as próximas eleições autárquicas

 +Acabou a maioria absoluta do PSD/CDS. E agora?

*Os artigos de opinião publicados são da inteira responsabilidade dos seus autores e não exprimem, necessariamente, o ponto de vista de Cascais24.



 


Sem comentários:

Publicação em destaque

FUNCIONÁRIA do Modelo Continente de Tires salva cliente de 81 anos em paragem cardiorrespiratória

HEROÍNA .  Ao aplicar os seus conhecimentos de suporte básico de vida, com a ajuda de um desfibrilhador, até à chegada dos Bombeiros de Pare...

FOI NOTICIA

BLOGS