PSP detém jovem guineense suspeito de matar menor à facada nos 7 Castelos

16 abril 2021 | 23h11

Já foi detido por agentes da PSP da Divisão Policial de Cascais o presumível autor da morte, à facada, de um menor, 15 anos, português, esta sexta-feira, à noite, no bairro dos 7 Castelos, em São Domingos de Rana, confirmou, a Cascais24, fonte policial. O suspeito é um jovem, 18 anos, de nacionalidade guineense, que vai ser submetido este sábado a primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Cascais. Não é conhecido o móbil do crime, que deverá ser agora investigado pela Polícia Judiciária (PJ). O menor foi vítima de um único golpe, que terá atingido orgãos vitais, durante uma desavença na via pública, na avenida do Castelo de São Jorge.

9 comentários:

Bolinha disse...

Triste ver que passamos tantos momentos juntos Braga nunca serás esquecido mano Cascais está de rastos descansa e olha por nós daí 💔🕊😔
Ass: Sequeira

Unknown disse...

Descansa em paz mpt Braga olha por nós

Unknown disse...

Descansa em paz mpt Braga olha por nós

Unknown disse...

Continuem a votar na esquerda...esse assassino vai passar no máximo 15 anos preso e aos 35 ja estará ca fora com fama de mau e nome limpo...

Unknown disse...

Descansa Braga, sempre estarás nos nossos corações

Vismart disse...

A ver o que tem o mamadou ba a dizer sobre isto.

Ruix disse...

Vamos ver o que o inútil do Mamado e da Gaga vão dizer sobre isto!

Frederico Seven disse...

Comunicação social, onde estão as associações SOS racismo? Como é possível que apenas se veja o racismo num sentido? Como querem que se aceite bem uma situação destas? Se fosse um jovem branco a matar uma pessoa de cor era o fim do mundo e chamavam os portugueses de racistas, e agora? Como podemos classificar esta situação que se tenta a todo o custo abafar mas que diariamente existem milhares de situações idênticas (não chegando à morte felizmente) à porta de centenas de escolas da linha de Sintra e Cascais? Porquê esse tabu disfarçado de politicamente correto?
Também sou contra ao radicalismo da extrema direita, mas que há assuntos que devem ser discutidos de forma realista e séria, podem ter a certeza. Os políticos que se deixem de querer ser advogados do "diabo" e querer estar bem com todos para colher votos e sejam aquilo para que são eleitos, promover uma sociedade justa, equilibrada e onde todos se sintam minimamente seguros, o que há muitos anos não acontece nas zonas urbanas acima referidas.

Unknown disse...

Os partidos da esquerda-caviar nunca mais levam um voto meu. Chamar-lhes esquerda é uma afronta à verdadeira esquerda cujos estandartes são os direitos laborais, a distribuição mais equitativa da riqueza, os direitos de igualdade das mulheres que eram tratadas como propriedade nos tempos da "outra senhora" porque viviam em permanente dependência financeira. Não me revejo no feminismo radical, nem nas causas fúteis desta pseudo-esquerda. Querem introduzir legislação absolutamente absurda, como é o caso do ensino nas escolas primárias de que "o género é uma construção humana" para apelar ao voto dos transsexuais. Não, não é uma construção humana; é um factor biológico e não precisamos hipersexualizar o ensino das nossas crianças, é um atentado aos seus direitos. Também não precisamos de ter transsexuais com todas as faculdades físicas masculinas a competir nos desportos femininos, e muito menos precisamos de imigração descontrolada que baixa os salários dos mais carenciados e anula toda a luta por direitos laborais. O pior é que esta radicalização pseudo-esquerdista está a empurrar os nossos cidadão para uma filosofia política ainda mais perniciosa, a extrema-direita. Isto não vai acabar bem!
As minhas sinceras e sentidas condolências à familia deste jovem que a sociedade portuguesa perdeu.

DESTAQUE.

"Mãe social" da Aldeia SOS condenada por ofensas a menores

ESCÂNDALO .  Uma "mãe social", que prestava serviço há cerca de 30 anos na Aldeia SOS, em Bicesse, e há dois anos cessou o vínculo...

+ populares