Juiz “censura” testemunha que foi depor em megajulgamento em Cascais com t-shirt a fazer apologia ao consumo de droga

Uma das sessões de um megajulgamento com 16 arguidos, acusados de crimes de “phishing”, a decorrer em Cascais, ficou marcado por um facto algo insólito: O juiz presidente do tribunal colectivo “censurou” a falta de respeito e mau gosto de uma testemunha que compareceu perante os três juízes e o procurador, para prestar declarações, envergando uma t-shirt com uma palavra de calão estampada, fazendo a apologia ao consumo de estupefacientes. 

1 comentário:

Maria Fialho disse...

Bom dia.

É assim, há alturas, em que não estou de acordo com estes senhores do tribunal, mas aqui, sinceramente, estava a pedi-las!!!
É provocação!
Mesmo que a intenção não fosse essa, (o que duvido)o mínimo uma camisola lisa, tudo menos isso ...
Concordo!

Publicação em destaque

O regresso ao escritório pós-Covid: modelos e medidas a adaptar

TRABALHO .  O teletrabalho deixou de ser obrigatório desde o dia 1 de agosto em Portugal. A medida estava em vigor desde janeiro deste ano, ...

FOI NOTICIA

BLOGS