PEDREIRA ESTARIA A DESTRUIR EXPLOSIVOS POLICIAIS CONFISCADOS

DESTAQUE
*A violenta explosão registada esta quarta-feira à noite na pedreira da empresa Sobrissul, uma sociedade de britas seleccionadas, em Sesimbra, e fortemente sentida na região de Cascais, foi "controlada", mas ainda ninguém consegue explicar o impacto que teve na Península de Setúbal e na Grande Lisboa, segundo disse ao Cascais24 o 2.º Comandante Operacional Distrital de Setúbal Rui Costa, o qual não confirmou nem desmentiu que a empresa estivesse a proceder à destruição de material explosivo confiscado por uma força de segurança. "Ignoro quais os tipos de resíduos que estavam a ser destruídos e qual a sua origem", concluiu. Na pedreira da empresa, situada num complexo montanhoso da Serra de Arrábida, compareceram forças da GNR e da PSP. Apesar do pânico que a explosão provocou, não há vítimas a registar.


Sem comentários:

MAIS PROCURADAS

MULTIMÉDIA.SAÚDE

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."