ALERTA. Gang anda a roubar pela calada da noite jantes com pneus por encomenda e deixa carros suspensos em pedras

Segurança

GNR de Alcabideche regista o roubo das 4 jantes com pneus do Clio que ficou suspenso em pedras (Foto CASCAIS24)
Por Redação
10/07/2018

Uma vaga de furtos de jantes com os pneus em veículos estacionados na via pública tem vindo a registar-se desde há cerca de mês e meio em diversas localidades de Cascais e o último ataque, alegadamente protagonizado por um gang organizado, que atuará por encomenda, teve lugar esta terça-feira em Alvide, na freguesia de Alcabideche.

Os donos de uma carrinha Renault Clio, estacionada perto das Varandas de Cascais, nem queriam acreditar ao sair de casa pela manhã.

As quatro jantes, todas de origem, tinham desaparecido e o veículo encontrava-se suspenso em pedras de alguma dimensão, havendo, ainda, a registar danos significativos por debaixo da carroçaria.


Os donos nem queriam acreditar no que viram quando saíram de casa de manhã em Alvide (Foto Cascais24)
O furto das jantes com os respetivos pneus ter-se-á registado ao início da madrugada, dado um morador da área afirmar que, “ao chegar a casa, por volta das duas horas da manhã, reparou que o carro estava sem jantes e pneus”.


Peritos do NAT da GNR não terão encontrado vestígios (Foto Arquivo)
Peritos do Núcleo de Apoio Técnico (NAT) da GNR estiveram a efetuar perícias na viatura, mas não terão encontrado vestígios deixados pelos ladrões, o que pressupõe que são cuidadosos e atuam com luvas, por forma a dificultarem o trabalho das autoridades.

Já há cerca de uma semana, soube Cascais24, tinha desaparecido a antena exterior da mesma viatura.

O Clio suspenso parcialmente em duas pedras em Alvide (Foto CASCAIS24)

Este terá sido o primeiro caso do género registado na área do dispositivo da GNR de Alcabideche, mas segundo Cascais24 apurou, desde há cerca de mês e meio que furtos semelhantes têm ocorrido na área da PSP.


Os ladrões operam pela calada da noite, usam luvas para não deixar vestígios e escolhem, preferencialmente, veículos de média e alta cilindrada, que acabam por deixar apoiados, ora em macacos hidráulicos, ora em pedras de algumas dimensões.

As autoridades, que investigam, estão em crer tratar-se de um gang, aparentemente organizado, que pratica os furtos por encomenda, provavelmente a soldo de indivíduos sem escrúpulos que, porventura, exploram o mercado negro de peças e acessórios de veículos e, quiçá, algumas das largas centenas de oficinas que proliferam no concelho, muitas delas a operar à margem da Lei e a necessitarem no concelho de apertadas e rigorosas fiscalizações.

Imprimir






3 comentários:

Anónimo disse...

Fazem isto há anos,lembro me que antes de 75 fizeram isto a um dos meus primos levaram os pneus e ficou em cima das jantes

Maria Edite Ribeiro disse...

Fazem isto desde sempre

sim disse...

cuidado se deixar o seu carrro estacionado na rua melhor mm é metê-lo na garagem se puder