Chefes de Polícias Europeias “seduzidos” por Cascais prometem voltar para férias

Segurança

                                                                                                                                                           (Foto PSP)



Vários chefes de polícia de algumas capitais europeias, que estiveram reunidos dois dias em Cascais, terão ficado “seduzidos” pelo concelho e prometeram “voltar de férias com as respetivas famílias”, revelou no final da 39.ª Conferência dos Chefes de Polícia das Capitais Europeias a adjunta do presidente da Câmara de Cascais para as questões de segurança.


Segundo Maria do Céu Garcia, “esta conferência foi uma forma de Cascais atrair turismo de congressos de grande qualidade a nível de topo, neste caso na área da segurança”.


Maria do Céu Garcia
Ainda de acordo com a adjunta de Carlos Carreiras para a segurança, “a grande maioria dos participantes nunca tinha estado em Cascais ou em Portugal e pensam voltar de férias com as respetivas famílias, o que constitui uma mais-valia para estimular a economia local nas suas várias vertentes”.



Nesta 39.ª Conferência dos Chefes de Polícia das Capitais Europeias, que decorreu entre sexta-feira e sábado no hotel Miragem, participaram 33 delegações estrangeiras, entre as quais chefes de polícia civis da Albânia, Alemanha, Áustria, Azerbaijão, Bélgica, Bulgária, Cazaquistão, Dinamarca, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Estónia, Finlândia, Geórgia, Holanda, Hungria, Irlanda, Itália, Kosovo, Letónia, Lituânia, Luxemburgo, Moldávia, Noruega, Polónia, Reino Unido, República Checa, Roménia, Rússia, Sérvia, Suécia, Turquia e do Vaticano.



Organizada pelo Comando Metropolitano da PSP de Lisboa (Cometlis), esta conferência anual permitiu a troca de experiências e de partilha de conhecimentos entre os participantes das 33 delegações. As novas formas de terrorismo e a criminalidade organizada transnacional foram dois dos temas abordados neste encontro.


“É um evento anual, que reúne os Comandantes das Polícias civis de todo o Continente Europeu desde a sua primeira edição, realizada em 1979 na cidade de Londres, constituindo uma oportunidade de discussão e intercâmbio de ideias entre as Polícias Europeias ao nível estratégico, permitindo o debate de questões e preocupações atuais e contribuindo para a coesão, compreensão mútua e cooperação entre as Nações Europeias”, sublinhou fonte da PSP.


Na sessão de abertura, no hotel Miragem, estiveram a ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa e o diretor nacional da PSP, Superintendente-Chefe Luís Farinha.


Este é o terceiro encontro internacional de forças e serviços de segurança que Cascais acolhe nos últimos tempos, depois das conferências da Frontex e dos Serviços Secretos.

Em breve, soube Cascais24, Cascais deverá acolher, também, reuniões da Interpol, Polícia Internacional, e da NATO.


Sem comentários: