Dois "CSI" da GNR travam “Rambo” e acabam com vaga de terror em Alcabideche

INVESTIGAÇÃO/Exclusivo

Na receção de Apoio ao Cliente da Conforama as duas funcionárias saltam o balcão (Foto EXCLUSIVO/CASCAIS24)



Só a captura levada a cabo por dois destemidos militares do Núcleo de Apoio Técnico (NAT) da GNR, vulgo CSIs, que efetuam as inspeções judiciárias, e ainda foram ameaçados com uma tesoura, no parque de estacionamento do Lidl, em Alcoitão, acabou com a vaga de terror que um cadastrado, Ibraime J, armado com faca e machado, lançou no fim de semana passado ao tomar de assalto estabelecimentos e habitações na freguesia de Alcabideche.


Em apenas três dias, entre sexta-feira e domingo, o homem, de 37 anos, a viver no bairro da Cruz Vermelha e que, neste lapso de tempo, ficou conhecido como “Rambo” de Alcabideche, protagonizou uma vaga de ataques violentos, que causaram grande alarme social na região.


Depois de ter invadido uma habitação, surpreendendo e ameaçando com uma lima o locatário, que estava na sala, roubou uma faca e um machado, que veio a utilizar depois para tomar de assalto a loja de entregas da Conforoma, na área do CascaiShopping, naquele que foi um dos mais “espetaculares” ataques.


Em tronco nu o "Rambo" entra na Conforama com uma faca e um machado surpreendendo as duas funcionárias (Foto EXCLUSIVO/ CASCAIS24)
Em tronco nu, armado com a faca e um machado, entrou pelas instalações, lançando o pânico entre os funcionários. Em fuga, duas funcionárias, que estavam na receção, foram obrigadas, a saltar o balcão de atendimento e no interior das instalações um outro funcionário chegou mesmo a cruzar-se e a ser gravemente ameaçado pelo “Rambo”, que ainda teve tempo de lançar um pequeno foco de incêndio.


Acabou por abandonar as instalações sem nada roubar e antes da chegada de seguranças e militares da GNR que, sem sucesso, o procuraram então. 


No fim de semana de terror, o “Rambo” viria, ainda, a roubar um veículo e a assaltar com violência dois outros estabelecimentos- as lojas da Quatro Patas e da Columbia, ambas em Alcoitão. Neste último estabelecimento, de onde roubou algumas peças de vestuário, despejou um extintor contra as funcionárias.


No circulo é visível um funcionário a ser ameaçado pelo "Rambo" (Foto EXCLUSIVO/ CASCAIS24)
Veio, ainda, a assaltar as instalações da Eletrimeca, em Alcoitão, em cujas imediações acabou por ser avistado por uma equipa de dois militares do NAT (Núcleo de Apoio técnico) da GNR, vulgo CSIs, que lhe moveram perseguição.


Em fuga apeada, o “Rambo” acabou por ser alcançado no parque de estacionamento do Lidl, em Alcoitão, pelos dois militares – um cabo e um sargento-ajudante-  contra os quais ainda tentou investir com uma tesoura, que trazia no bolso.


Não foi fácil a sua imobilização, tendo ainda chegado a tentar morder nos dois captores, antes da chegada de reforços de apoio vindos do Subdestacamento Territorial de Alcabideche e cujo efetivo andava no seu encalço, embora até então sem sucesso.


Saltou algemado do carro patrulha em movimento

Já sob custódia da GNR, o “Rambo” viria a protagonizar mais uma ação de fuga espetacular.


Depois de ter autorizado e participado na busca domiciliária à sua habitação, na rua de Alemanha, no Bairro da Cruz Vermelha, em Alcoitão, tentou fugir na viagem de regresso às instalações da GNR.


Mesmo algemado e, sensivelmente a meio do percurso, conseguiu abrir a porta traseira do patrulha e saltar do veículo em movimento, empreendendo a fuga apeada.

Perseguido pelos militares, acabou por ser alcançado e neutralizado na rua de Cascais, não muito longe do quartel da GNR de Alcabideche.


Com algumas escoriações numa das pernas, o “Rambo” teve necessidade, por precaução, de ser transportado, com segurança reforçada, à urgência do Hospital de Cascais onde foi assistido.


Vivia com porca no quintal

Ibraime J, 37 anos, o “Rambo” que protagonizou esta vaga de ataques, lançando o pânico na freguesia de Alcabideche possui um largo historial criminal.


No seu currículo contam-se, sobretudo, assaltos violentos e até um sequestro.


Depois de ter cumprido oito anos de prisão, saiu da cadeia em dezembro de 2015 em liberdade condicional, que expirou em maio do ano passado.


Desempregado e consumidor de estupefacientes, encontrava-se ultimamente inscrito num programa de recuperação, feito através da utilização de metadona.


Vivia sozinho no Bairro da Cruz Vermelha, em Alcoitão, e em cujas traseiras criava uma porca em condições que, segundo os vizinhos que, receosos, nunca formalizaram qualquer queixa, “constituía um autêntico atentado à saúde pública”.


Segundo Cascais24 apurou, esta sexta-feira, o suíno foi recolhido pelos serviços especializados da Câmara Municipal de Cascais.


Na sequência dos ataques violentos do último fim-de-semana, Ibraime J. foi submetido a primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Cascais, viu confirmada a prisão preventiva e recolheu ao Estabelecimento Prisional de Caxias.

Noticias relacionadas 
Suspeito de roubos e furtos detido pela GNR em prisão preventiva 
ALERTA. Suspeito de assaltos violentos capturado pela GNR 





















Sem comentários: