A Verdade por detrás da Grande Mentira

                                                                             15 MAIO 2019

Quem vive, trabalha ou visita regularmente Cascais já foi certamente tocado por pelo menos um dos muitos slogans de propaganda da coligação PSD e CDS, comandada por Carlos Carreiras, que nos  tenta inculcar a ideia de que este é "O melhor lugar do Mundo para viver",  que Cascais é o concelho que descobriu e pôs em marcha o mais revolucionário sistema de mobilidade e de transportes, o "célebre" MobiCascais, cuja fama ultrapassou fronteiras e, de tão "inovador e avançado que é, até Los Angeles e New York o querem copiar". 

Em Cascais, dizem os superlativos slogans, a Cultura, o Desporto e o Lazer, "acontecem" e são constantes na vida de todos. 

Aqui, diz quem comanda o destino do concelho que detém o desonroso record da maior densidade de instituições de "solidariedade" social por km2, temos uma  Câmara PSD/CDS  muito "Elevada às pessoas"!

Como quando não se veste o corpo de bom pano e se sabe que um dia virá que, por melhor 'grife' que o fato tenha, o mau pano se rasga deixando despido na praça o mais hábil dos mentirosos, assim ontem sucedeu na apresentação a um muito restrito e selecto número de pessoas, composto sobretudo por quadros dirigentes do município, com o "Diagnóstico Social de Cascais/2018".

Que amargas verdades se escondem por detrás das doces mentiras da propaganda com que PSD, CDS e Carlos Carreiras têm andado a zerzir o fato de Cascais que, vai-se a ver, não é mesmo "o melhor lugar do Mundo para se viver",  e o Diagnóstico nos revela ?


Diz-nos então o documento que:

 • em Cascais,  33.874 pessoas (16%  da população) não conseguem fazer face às despesas mensais;
• nos últimos dez anos o poder de compra 'per capita' caiu 21%,  para níveis abaixo da média dos 18 concelhos da Área Metropolitana de Lisboa (AML);
• aqui 7.653 pessoas recorrem ao Banco Alimentar contra a Fome;
• nos últimos cinco anos mais 20.692 pessoas ficaram sem médico de família, passando o total para 84.834 pessoas;
• o rendimento médio mensal dos trabalhadores por conta de outrem em Cascais é 229€ mais baixo que na AML;
• as mulheres trabalhadoras recebem aqui menos 112€ por mês que os homens pelo mesmo  trabalho; 
• a percentagem de contratos a prazo é de 34,1%, a mais elevada em toda a AML;
•  a participação em actividades culturais e físicas é muito baixa, com 54% das pessoas que nunca usufrui de actividades físicas e 63% que nunca usufrui de actividades culturais;

Sobre a "Jóia da Coroa", o "inovador e revolucionário MobiCascais", o tal que "Los Angeles e New York querem copiar", o Diagnóstico mostra cruelmente que afinal de contas Cascais é de longe o concelho da Área Metropolitana de Lisboa onde os munícipes (52,4%) mais são obrigados a utilizar o carro próprio nas deslocações pendulares casa/trabalho, contra 15,6% das pessoas que vivem na grande Lisboa.

Enquanto isto, também outras estatísticas rezam que Cascais é em Portugal o Concelho com maior autonomia financeira, aquele que mais receitas retira em taxas, tarifas e impostos diretamente dos bolsos dos residentes e que menos depende do Orçamento Geral do Estado para se governar.

De tal modo e tão largamente o PSD e o CDS tiraram dos nossos bolsos que em 2018 o montante das receitas arrecadadas ultrapassou em muito a capacidade de realização das despesas, tanto que, mesmo depois de Carlos Carreiras e a equipa terem deitado ao ar dezenas de milhões de euros idos no vento das caridadezinhas, o que sobrou foram "apenas"(!)  67,7 milhões. 

É assim que por cá vamos andando, deslumbrados, deslumbrados, sim!

Imprimir

2 comentários:

Anónimo disse...

Aja alguém a fazer verdadeira oposição e a dizer as verdades em cascais. Parabens vereador clemente alves

Anónimo disse...

Excelente artigo a retratar fielmente a dureza da verdade em Cascais .
Não é por acaso que o edil-mor pisca o olho ao novo partido Aliança ...nem no próprio PSD recolhe consenso ... só falta os cascalenses apontarem o olho da RUA .

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."

Abrigos precisam-se!

Quem põe na ordem donos de caninos?

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo
Artigo de OPINIÃO Drª Francisca Delerue

Expulsemos as traquitanas