Quase a brincar para que não se acabe a nossa vontade de não chorar!

Opinião


                                                                                04 AGOSTO 2018
Há apenas dois dias atrás, Carlos Carreiras, Presidente da CMC declarava a um jornal da nossa praça que "Cascais vive como cidade inteligente, ambiente e energia inteligentes, mobilidade inteligente. Em todas as áreas Cascais é uma referência nacional e também internacional" .

Da "cidade inteligente", esqueceu-se que amarrou o carro à frente dos bois: - Cascais é só Vila e não Cidade,  por vontade das pessoas verdadeiramente inteligentes que por cá também há.  

Quanto a "mobilidade inteligente", só se for a do motorista que no carro da Câmara o leva para toda a parte, porque quanto ao resto, os munícipes sabem que Cascais é, só, em toda a Área Metropolitana de Lisboa, a Câmara que detém o recorde de pior sistema de transportes e mobilidade.

Do "ambiente inteligente", apenas se esqueceu de dizer que  em Cascais o ambiente é tão inteligente, tão inteligente, que sozinho até foi capaz de pegar nos medidores de poluição dos locais onde estavam a indicar quantidades de partículas perigosas para a saúde humana dos mais altos a nível  "nacional e também internacional" e zarpou com eles, os zingarelhos, para lugares mais arejados e menos mal frequentados. 

Já no respeitante à "energia inteligente" (!), a mesma, certamente espicaçada pelo generoso encómio do mestre propagandista, que disse ser também ela "uma referência nacional e internacional ", de  tal modo se "esmifrou" para ficar à altura que... catrapum ! foi-se abaixo, deixando mais de 100.000 pessoas às escuras por largas horas.  

E nós por cá, da desfaçatez, vamos rindo para não chorar.

*Vereador do PCP

Outros artigos de CLEMENTE ALVES
+O género da igualdade é que conta 
+É escandaloso que a Câmara seja o negócio mais lucrativo de Cascais 
+Orçamento Participativo ou de batota? 



Imprimir

2 comentários:

Anónimo disse...

Caro Clemente Alves ,

O homem não acerta uma.
Começando pelos casos inenarráveis da Guia , Alto da Castelhana, Birre, Quinta dos Ingleses, Autodromo do Estoril, Linha de Cascais , A5 com via dedicada ao BUS, Academia das Artes, Faculdade de Medecina via Universidade Católica, Nestlé em Carcavelos , sede do grupo que gere conferencias do Estoril no Forte de Santo António ... um chorrilo de disparates sem nexo .

A BEM DE CASCAIS

Anónimo disse...

Importa sobretudo esclarecer, uma vez conhecido o projecto descontinuado pela Universidade Catolica, que visava faculdade de Medecina em Cascais, em cedência de instalações pela Câmara Municipal de Cascais ( antigo edificio dos SMAS na Av. Engº Adelino Amaro da Costa) e na medida em que a Câmara Municipal de Cascais, centralizou os serviços do Urbanismo da edilidade no antigo edificio S. José em Cascais, a pagar renda ( dinheiro dos contribuintes ) importa sobretudo esclarecer os municipes qual o destino ´publico dos edificio dos SMAS ? porque estão a pagar renda a terceiros com um edifcio livre ?

Nota : mais uma vez os investidores preferiram concelhos ao lado do nosso para qualificação e excelencia tecnologica... porque será ?
Seguramente que os iluminados que dirigem Cascais, devem ter explicação para isto ? ou ainda não perceberam o que se passa ?

A BEM de CASCAIS pela transparencia de actuação