Ingenuidade, estupidez ou malvadez?


                                                                              01 NOVEMBRO 2018

Acreditar que os maiores corruptos e corruptores do Brasil, os Camargo, Odebrecht, Safra, Lemans & Cia, financiadores e donos de pulhíticos,  estão interessados em deixar de ser tão  beneficiários como até aqui das melhores fatias do bolo público brasileiro; 



Acreditar que latifundiários que estão entre os maiores do mundo (quatro dos quais possuem "só" 12 Milhões de hectares roubados aos índios e aos camponeses) que, em troca do acesso livre ao que resta do maná da Amazônia,  investiram na compra dos Temer e dos Bolsonaros vencedores, vão agora refrear a sua gula inesgotável; 



Acreditar que os vendilhões dos deuses, os Edir Macedos & Cia, que todos os dias mergulham em piscinas de leite e defecam em sanitas de ouro pagas pelo dízimo da fome e ignorância do povo, convencendo milhões que vai ser por intermédio das suas IURDs que eles, os espoliados do pão e do sal da humana dignidade, um dia se vão sentar ao lado direito de Deus (o tal que está acima do Brasil) no Reino onde, para todo o sempre, lhes serão servidos os manjares, o vinho, o mel e as rosas que cá na terra lhes são negados;



Quando de novo conquistam para si o poder que lhes dá mais livre acesso às veias do Brasil, onde à boca cheia podem chupar todo o sangue porque sempre anseiam, crer que agora, por vontade própria, os vampiros se vão conter e beber mais devagar;



Crer que os maiores ladrões e facínoras do Brasil, que para os saques e defesa de seus cabedais arregimentam e sustentam exércitos de mercenários recrutados entre os mais ferozes assassinos vão, agora que chegaram ao cume da montanha, passar a arcanjos do Brasil não é, não pode ser, só o pueril resultado duma qualquer espécie de ingenuidade de bem-pensantes. Tem, mesmo, que ser bem mais que isso.



Só a capacidade de resistir e de lutar do povo brasileiro, daquele povo que sempre soube discernir entre servidão e razão, fará recuar os donos da barbárie e os levará de vencida.





Imprimir

Sem comentários: