Alcabideche quer prevenir a demência

Saúde

Por Redação
18 abril 2019

Com uma população cada vez mais envelhecida e com o aumento da esperança média de vida, os casos de demência também vão aumentando e a freguesia de Alcabideche quer encontrar, por um lado estratégias de prevenção e, por outro soluções para melhor cuidar da doença em fase avançada.

Foram estes os princípios que presidiram às Primeiras Jornadas subordinadas ao tema “Desafios na Demência”, que reuniram no auditório do Centro de Medicina e Reabilitação de Alcoitão mais de três centenas de participantes.

O evento foi organizado pelo Núcleo Executivo da Comissão da Freguesia de Alcabideche (CSFA) com o apoio da Junta de Freguesia de Alcabideche.

Temas como o papel das comissões sociais de Freguesia na Rede Social de Cascais; o impacto da demência na família; os cuidadores, serviços e estruturas de apoio e diferentes perspetivas do cuidar, fizeram parte do programa das Jornadas, que contaram com a presença de vários especialistas das matérias em discussão.
José Filipe Ribeiro, presidente da Junta de Freguesia de Alcabideche
“É do conhecimento geral, que a problemática das demências vai para além da componente orgânica. Existem dimensões sociais, económicas, políticas e sociais que fazem dela uma problemática que nos afeta a todos, e que todos temos o dever de contribuir para a melhoria da qualidade de vida de quem convive diariamente com este desafio”, afirmou, na oportunidade, José Filipe Ribeiro, presidente da Junta de Freguesia de Alcabideche. 
Segundo a organização, “o tema escolhido para estas primeiras jornadas foi pensado para todas as instituições, profissionais e famílias que convivem diariamente com esta problemática e que necessitam de conhecer as respostas e recursos existentes que promovam a qualidade na prática da prestação dos cuidados, mas também na qualidade de vida dos doentes e familiares que diariamente convivem com a doença”.
Imprimir


Sem comentários:

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."

Abrigos precisam-se!

Quem põe na ordem donos de caninos?

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo
Artigo de OPINIÃO Drª Francisca Delerue

Expulsemos as traquitanas