Dois agentes da PSP de Cascais apagam fogo em prédio e salvam 12 famílias

Segurança

 

Por Redação
24/05/2018
Dois agentes da PSP de Cascais impediram esta segunda-feira, às primeiras da manhã, uma tragédia ao intervirem no incêndio que tinha deflagrado no terraço de um edifício de cinco pisos, na Costa da Guia, enquanto os moradores ainda dormiam.

Os dois policias, Idálio Simão, 35 anos, e Rúben Perdigoto, 28, lograram não só extinguir as chamas como, também, em tempo recorde, evacuar o edifício, colocando em segurança dezenas de moradores- cerca de 12 famílias.

"Enquanto um dos policias conseguiu alcançar o terraço, pegando numa mangueira, com a qual conseguiu apagar as chamas, o outro agente, por precaução, conseguiu em menos de 5 minutos evacuar todo o prédio", contou, a Cascais24, uma testemunha.

"Quando os Bombeiros de Cascais chegaram só tiveram que proceder à operação de rescaldo", acrescentou outro morador.

O alerta para o incêndio foi dado, via 112, pouco depois das seis horas da manhã, por um morador de um edifício vizinho.

Os dois agentes da 50ª Esquadra (Cascais), em missão de patrulhamento auto, dirigiram-se de imediato para o edifício 206 da rua das Tílias, na Costa da Guia e, com a sua corajosa intervenção, lograram impedir aquilo que podia vir a tornar-se numa tragédia.

O incêndio deflagrou numa área de lazer, uma churrasqueira, afeta ao morador do primeiro andar esquerdo que a tinha utilizado horas antes, disse, a Cascais24, fonte do Comando Metropolitano da PSP de Lisboa (Cometlis).

O fogo, de origem ainda por apurar, destruiu todo o equipamento, entre o qual mesas e cadeiras plásticas, tendo, na altura, provocado densas camadas de fumo negro, visíveis numa vasta área e que, inclusivamente, levaram moradores de outros edifício a lançarem o alerta.



Os agentes Idálio Simão e Rúben Perdigoto (Fotos Gustavo Bom/Global Imagens)

 

 

Polícias bombeiros

Os dois agentes da PSP, afetos à 50ª Esquadra de Cascais, que intervieram na rua das Tílias, têm qualificações no combate a fogos e catástrofes e no socorro.

Idálio Simão, natural de Viseu, para além de agente da PSP, é voluntário há alguns anos no Corpo de Bombeiros de Cascais.

Em outubro de 2012 foi mesmo condecorado com a medalha de Ouro de “Coragem e Abnegação” atribuída pela Liga dos Bombeiros Portugueses.

Também o agente Rúben Perdigoto, natural de Cascais, é um ex-bombeiro voluntário, com passagem pelas corporações de Alcabideche e de Oeiras. Triatleta, com última passagem pelo Belenenses e várias vitórias alcançadas, participou ainda recentemente, em representação da PSP, nos I Jogos Nacionais Militares, tendo conquistado nas duas provas individuais que realizou na modalidade de Natação (400L e 100L) o 3°lugar absoluto e no escalão, com eliminatórias e finais disputadas ao milésimo de segundo e, ainda, o 2° lugar na estafeta de 4x50L.


Imprimir











3 comentários:

Anónimo disse...

Parabéns! Digno de prémio de segurança pública. Foram ainda mais além daquilo que se lhes exige.

Anónimo disse...

Quem escreve este tipo de reportagem sem o mínimo de conhecimento deviam saber que horas antes foram mais de 12 horas depois

E que o referido incêndio não foi provocado pela Churrasqueira mas sim por um curto circuito

Anónimo disse...

O incêndio começou às seis da manha e foi muito rápido.