Fogo destrói pertences de mulher sem abrigo internada compulsivamente

ATUAL

Por CASCAIS24


Os pertences, sobretudo roupas de uma mulher, viúva, sem abrigo, internada compulsivamente esta sexta-feira, por ordem judicial, foram completamente devorados por um incêndio, que deflagrou este sábado, à noite, nas arcadas de um edifício plurifamiliar, frente à clínica Cuf, na rua Afonso de Albuquerque, em São Domingos de Rana.

Segundo disse, a Cascais24, Pedro Carvalho, segundo comandante dos Bombeiros Voluntários de Carcavelos e São Domingos de Rana, o alerta foi dado pelas nove horas da noite.

"Quando chegámos, com seis operacionais e dois veículos, o incêndio estava a atingir alguma intensidade e a nossa preocupação foi não deixar propagar as chamas, até porque tratava-se de um edifício que, para além de habitacional, possui algumas lojas", explicou o segundo comandante Pedro Carvalho, segundo o qual "o fogo foi extinto em 15 a 20 minutos".

"Ardeu muita roupa, mas não sabemos qual a origem do fogo", concluiu Pedro Carvalho.

A mulher, apurou, ainda, Cascais24, utilizava aquele local, junto a uma lavandaria, desde há cerca de três meses. Aqui passava os dias e as noites.

Esta sexta-feira, na sequência de diligências da Junta de Freguesia de São Domingos de Rana, que enviou emails para a Câmara, Segurança Social e Delegada de Saúde, a mulher foi levada pela PSP para internamento cumpulsivo com base em mandado de condução judicial.

Segundo Cascais24 apurou, a mulher sofrerá de perturbações emocionais e psíquicas, aparentemente agravadas pela morte do marido.

Entretanto, no local ficaram todos os seus pertences que esta noite foram destruídos pelo fogo, em circunstâncias que a PSP irá agora averiguar.

Moradores lamentaram, entretanto, que "nenhum serviço municipal tenha recolhido, como lhe competia, os pertences" da mulher agora devorados pelo fogo.


1 comentário:

Anónimo disse...

Nenhum serviço da Câmara nem da Junta de Freguesia.