PSP vigia e protege Aeródromo de Tires

Segurança

Por Redação
17 abril 2019

Vigiar e proteger o Aeródromo Municipal de Cascais, em Tires, é uma das missões dos agentes que integram o efetivo da Esquadra de Segurança Aeroportuária da PSP, inaugurada esta semana pelo chefe do governo local de Cascais, Carlos Carreiras, e pelo ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita.

Não é divulgado o número de efetivos que constituem esta Esquadra, tendo, no entanto, uma fonte da PSP assegurado, a Cascais24, que “conta com os meios adequados ao cumprimento da sua missão”.

A construção da Esquadra Aeroportuária orçou em 280 mil euros e foi totalmente custeada pela Câmara Municipal de Cascais.

“Temos aqui pela primeira vez garantia da segurança efetiva, permanente e presente nesta infraestrutura aeroportuária que tem um impacto muito forte em toda a região e, acreditamos, também um contributo positivo para todo o País”, declarou Carlos Carreiras.

Já o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, afirmou que “esta componente de segurança, quer na dimensão da Polícia de Segurança Pública, quer na atividade de acompanhamento do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, é fundamental para aquilo que é decisivo para o País”.

Ao efetivo da Esquadra Aeroportuária cabe manter a vigilância e a proteção da infraestrutura, através de medidas e procedimentos inerentes à prevenção e repressão dos atos de interferência ilegal contra a segurança da aviação civil.
Com esta nova unidade será implementado o Centro de Operações de Segurança do Aeródromo Municipal de Cascais, designado por “COSA”, operado pela Polícia de Segurança Pública, através da Divisão de Segurança Aeroportuária do Comando Metropolitano de Lisboa.
Imprimir



Sem comentários:

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."

Abrigos precisam-se!

Quem põe na ordem donos de caninos?

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo
Artigo de OPINIÃO Drª Francisca Delerue

Expulsemos as traquitanas