Solitário encapuzado e armado assalta em segundos papelaria em São João do Estoril

Segurança


Por Redação
Um desconhecido, aparentemente atuando sem cúmplices, assaltou esta quarta-feira, à tarde, a papelaria da Belinha Isabel, na praceta Gil Vicente, em São João do Estoril, tendo roubado, em segundos, 200 euros em dinheiro e 30 euros em raspadinhas.

O assaltante, segundo a descrição fornecida à Polícia pela dona da papelaria, "era magro, com cerca de 1,60 m de altura, estava encapuzado, usava óculos escuros e empunhava uma arma de fogo de cor negra".

O assalto, que durou "poucos segundos", segundo disse à CMTV a dona da loja, registou-se pouco antes das quatro horas da tarde.

Aproveitando a ausência de clientes, o assaltante entrou na conhecida papelaria, apontou a arma de fogo e exigiu a entrega do dinheiro em caixa - cerca de 200 euros, bem como de raspadinhas, avaliadas em 30 euros.

Colocou-se em fuga à mesma velocidade com que protagonizou, com sucesso, este assalto armado em pleno dia numa praceta onde proliferam alguns estabelecimentos de restauração, nomeadamente cafés.

Ninguém na área ter-se-á apercebido do assalto.

Ainda em declarações à CMTV, a dona do estabelecimento revelou que o suspeito terá sido visto por moradores nessa manhã "encostado a um muro" próximo, admitindo-se que tenha estado a estudar e a planear a melhor forma de fazer o assalto.

Acionada depois do assalto, a PSP da 51ª. Esquadra (Estoril) fez deslocar uma patrulha móvel ao estabelecimento, tendo a investigação passado para a alçada da Brigada Antirroubo da Polícia Judiciária (PJ) de Lisboa e Vale do Tejo.

As autoridades, apurou Cascais24, não excluem a possibilidade do suspeito estar envolvido noutros roubos violentos praticados nos últimos tempos no concelho de Cascais, quer em estabelecimentos comerciais, nomeadamente papelarias, como aconteceu em Bicesse, na região de Alcabideche, quer a postos de abastecimento de combustíveis, como a Repsol em Aldeia de Juzo e a Galp em Alcoitão.

Sem comentários: