Judiciária deteve jovem que lançou fogo a carro do patrão por vingança na Parede

Segurança

Por Redação
21 dezembro 2018
Um jovem, de 21 anos que, esta terça-feira, pelas quatro horas da manhã, ao atear fogo ao carro do patrão, que ficou destruído, acabou também por causar a perda total de outros três veículos e a destruição parcial de três outros, um dos quais comercial, parqueados num terreno baldio, situado a poucos metros do quartel dos Bombeiros de Parede, foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) de Lisboa e Vale do Tejo.

O suspeito, que terá agido por vingança, por uma alegada divida laboral, continua, no entanto, em liberdade, depois da autoridade judicial ter-lhe aplicado como medidas de coação apresentações periódicas e a proibição de contatos.

O jovem terá ateado fogo, com recurso a um "acelerante bastante forte", ao automóvel do patrão que, juntamente com mais de uma dezena de outros veículos estavam no baldio que é usado como parqueamento de uma oficina de reparação.

Judiciária salienta interveção decisiva dos Bombeiros de Parede
"Graças à sua deteção rápida e ao combate atempado e eficaz por parte dos bombeiros da Parede, o incêndio foi extinto, facto que impediu que o sinistro tivesse consequências muito mais graves, nomeadamente o alastramento a outras viaturas que também se encontravam estacionadas no local", refere a Polícia Judiciária (PJ) em nota divulgada esta sexta-feira.


Pedro Araújo, comandante dos Bombeiros de Parede
Já Pedro Araújo, comandante dos Bombeiros de Parede, disse, a Cascais24, que "o fogo eclodiu com grande intensidade e, para além de tentar salvar os veículos parqueados, os bombeiros conseguiram, com sucesso, impedir que as chamas atingissem, a Norte, vegetação e uma moradia".

De acordo com a PJ, "as diligências imediatamente realizadas permitiram a identificação e localização do presumível autor, o qual terá agido por vingança" e, segundo uma fonte da polícia portuguesa de investigação criminal revelou, a Cascais24, "na sua origem esteve uma alegada dívida". 
Imprimir

4 comentários:

Anónimo disse...

-"Graças à sua deteção rápida e ao combate atempado e eficaz por parte dos bombeiros da Parede..."
Bombeiros DE Parede.

paulo alves disse...

ó anóniimo, eu quando vou ao local Parede digo que vou "á Parede" por isso nao estejas com portuguesismos do tipo bombeiros da Parede ou bombeiros de Parede, porque nao sei até que ponto podes ter razao...vé a diferença bombeiros de Paredes, assim tinhas razao..

paulo alves disse...

ó anóniimo, eu quando vou ao local Parede digo que vou "á Parede" por isso nao estejas com portuguesismos do tipo bombeiros da Parede ou bombeiros de Parede, porque nao sei até que ponto podes ter razao...vé a diferença bombeiros de Paredes, assim tinhas razao..

Da Serra disse...

Diz-se Vila de Parede.
Só aprende quem quiser, é claro.

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."

Abrigos precisam-se!

Quem põe na ordem donos de caninos?

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo
Artigo de OPINIÃO Drª Francisca Delerue

Expulsemos as traquitanas