Navio com 25 sírios fiscalizado ao largo de Cascais pela Polícia Marítima e pelo SEF

Segurança

Por Redação
01 maio 2019

Um navio mercante, com 25 tripulantes de nacionalidade síria, foi uma das embarcações fiscalizadas nos fundeadouros exteriores, na Baía de Cascais, no decurso de uma operação conjunta da Polícia Marítima e do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), confirmou, a Cascais24, Pereira da Terra, comandante local da Polícia Marítima de Cascais.
Comandante Pereira da Terra
“A operação conjunta com o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) foi feita junto aos navios mercantes a utilizar os fundeadouros exteriores na Baía de Cascais”, adiantou o Capitão do Porto de Cascais, segundo o qual “estes fundeadouros são praticáveis sob autorização da Capitania do Porto de Cascais e monitorizados em permanência pelo Comando-local da Polícia Marítima”.
Nesta operação de fiscalização no mar, na qual estiveram empenhados seis efetivos da Polícia Marítima e dois inspetores-adjuntos do SEF, confirmou-se “in loco” que estavam a ser cumpridos todos os requisitos legais referentes aos navios fundeados, assim como do pessoal responsável pela operação dos mesmos.
Relativamente ao navio mercante com tripulação síria, Pereira da Terra disse, a Cascais24, que “à semelhança da tripulação de outras embarcações, foram devidamente identificados e encontravam-se em situação legal”.
Segundo a Autoridade Marítima Nacional, os fundeadouros alvo de fiscalização nesta operação conjunta “são geridos de acordo com as orientações/regras de segurança vigentes no atual edital da Capitania, que visam primordialmente a mitigação de situações de perigo e/ou acidentes que possam ocorrer na utilização dos mesmos”.
Imprimir



1 comentário:

sim disse...

estamos mt mal se estes sirios8muçulmanos) ficam por cá neste paraíso

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."

Abrigos precisam-se!

Quem põe na ordem donos de caninos?

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo
Artigo de OPINIÃO Drª Francisca Delerue

Expulsemos as traquitanas