Acusado de violência doméstica encontrado morto em garagem

SEGURANÇA


Por Cascais24

Um homem, de 40 anos, acusado há uma semana pelo Ministério Público (MP) de Cascais de violência doméstica, foi encontrado morto, esta segunda-feira, na garagem do prédio onde vivia, em Alcabideche, apurou Cascais24.

A vítima, que trabalhava numa loja do CascaiShopping, deixa orfão um rapaz de 16 anos e viúva a mulher que contra ele formalizara uma queixa crime no MP, por alegada violência doméstica.

Segundo uma fonte judicial, o homem fora detido na semana passada no domicílio, na rua Guilherme Gomes Fernandes, em Alcabideche, por militares da GNR, na sequência de um mandado de detenção, fora de flagrante delito, emanado pelo Ministério Público.

Presente a uma juiz de Instrução Criminal junto do Tribunal de Cascais, o homem ficou obrigado a abandonar o domicílio e com Termo de Identidade e Residência (TIR).

Esta segunda-feira o seu corpo foi encontrado na garagem do edifício que habitava com a mulher e o filho, em circunstâncias que, à partida, apontam para suicídio, mas que poderão dar origem a uma investigação.

Depois de cumpridas as formalidades legais, o corpo foi removido, para autópsia, para o Instituto de Medicina Legal, em Lisboa.








2 comentários:

Berenice Henriques disse...

A " vitima" ???
Alguém que agride outro ser humano e ao ser desmascarado se suicida é vítima desde quando??

Anónimo disse...

Já vista bem a tragedia antes de fazeres o comentario que estás a fazer?!

Sabes mais detalhes para além desta noticia publicitáda!

Já vista bem o choque?!

Péde a uma pessoa que não seja neo-analfabéta para te elaborar!

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."

Abrigos precisam-se!

Quem põe na ordem donos de caninos?

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo
Artigo de OPINIÃO Drª Francisca Delerue

Expulsemos as traquitanas