Idoso de 85 anos ameaça polícias porque não o trataram por "Senhor Engenheiro"

Segurança

Por Redação
23 abril 2019
Um idoso, de 85 anos, em conflito com responsáveis por uma unidade hoteleira do Estoril, foi detido esta segunda-feira, à tarde, por ameaças e coação a agentes da PSP, entretanto chamados a intervir e que não o terão tratado por "Senhor Engenheiro".

A intervenção de agentes da 51ª Esquadra da PSP (Estoril) foi solicitada pelas duas horas da tarde, alegadamente porque, segundo o idoso, na unidade hoteleira recusavam-se a fornecer o livro de reclamações.

Já no local, em diálogo com ambas as partes envolvidas, os agentes ter-se-ão apercebido de que nunca teria havido recusa em fornecer o livro de reclamações.

Todavia, o idoso, bastante exaltado, não terá gostado da forma como os agentes da PSP o trataram, apenas por "Senhor".

"Senhor, não!. Senhor Engenheiro", terá defendido, por várias vezes, o exaltado idoso, como se os polícias tivessem a obrigação de saber qual a sua profissão que, aliás, atualmente é a de aposentado.

Não satisfeito, o homem ainda terá ameaçado e coagido os polícias de que "iria fazer queixa, porque conheço gente muito importante no Ministério Público".

Acabou por receber voz de detenção e, depois de identificado, notificado para comparecer junto dos Serviços do Ministério Público de Cascais.

Também no largo 7 de junho de 1364, na freguesia de São Domingos de Rana, agentes da 56ª Esquadra da PSP (Trajouce) detiveram um jovem, 18 anos, por injúrias, ameaças e coação a polícias no exercício das suas funções.

O jovem terá sido surpreendido com três outros, entretanto detidos por tráfico de estupefacientes, no interior de uma habitação desabitada.

Já no exterior, aos gritos, terá proferido várias ameaças aos agentes policiais, nomeadamente de que "os conhecia", "lhes fazia a folha" até porque "controlava os movimentos nas esquadras e dos carros patrulha".

O comportamento bastante hostil do jovem levou mesmo a que vários populares, alertados pelos seus gritos e sem que soubessem o que estava a acontecer, tentassem cercar os agentes da PSP e, assim, impedir, a sua ação como representantes da Autoridade do Estado de Direito, obrigando mesmo ao pedido de reforços.

Detido e identificado, foi libertado mais tarde e notificado para comparecer junto dos Serviços do Ministério Público junto do Tribunal de Cascais.
Imprimir

8 comentários:

Miguel disse...

A falta de respeito é ele pedir para ser tratado por sr. eng e mesmo depois disso os agentes recusarem se a faze-lo. E até parece que é a 1ª vez que um sitio se nega a dar o livro de reclamações e quando a policia chega, estão logo dispostos a dar e dizem que nunca o negaram... Estão a fazer passar o idoso por mentiroso, quando se calhar tudo o que ele queria era um pouco de respeito e ser bem tratado nao como como um velho senil, ja pensaram nisso??

Andre Duarte disse...

Concordo em 100% com o que o Miguel defende! O sr. queria ser tratado com a dignidade que sempre teve. Ser Engenheiro é uma honra e nunca em qualquer circunstância nos aposentamos do saber e do titulo que arduamente ganhamos e merecemos.

E não compreendo porque que misturaram as duas circunstâncias! Um idoso que se exalta por não ter sido respeitado e um jovem alegadamente traficante ou consumidor que injuria os agenter...

Não precisam de denegrir mais a cascais24. Os senhores, assim fazem o trabalho sozinhos.

Anónimo disse...

O miguel, vai-te encher de moscas

Anónimo disse...

Miguel, vai apanhar grilos

João disse...

Este Sr. Engenheiro e os restantes comentadores estão-se a esquecer que que hoje em dia há muitos engenheiros agarrados a uma caixa registadora numa superficie comercial qualquer, alguns que têm a sorte de trabalhar na área de engenharia que escolheram limitam-se a ganhar o salario minimo ou pouco mais, há tambem bastantes homens na PSP com formação superior e andam a aturar malandros no seu dia a dia, falo assim porque encentivei uma filha minha a fazer engenharia civil, ela preferia outra área, mas como eu venho de uma área técnica incentivei-a, ela fez-me a vontade, hoje trabalha numa fabria de cortumes cujo a entidade patronal teve em atenção as habilitações dela e está colocada no controlo de qualidade, mas pouco ganha mais que o ordenado mínimo e apenas ao fim de 6 anos conseguiu entrar no quadro da empresa, hoje em dia já nada é o que era à 80 e tal anos, alguém que se dê ao trabalho de explicar isso a esse Senhor Engenheiro.

Anónimo disse...

É só egos emproados! Ao tratá-lo por sr. estão a faltar-lhe ao respeito?
Querem sentir-se superiores aos demais e exigem que os demais lhes prestem vassalagem.
Enfim

Anónimo disse...

Ohhh Miguel vai dormir que só escreves disparates.

José Ramos disse...

É só MERDOSOS, arrogantes e emproados!acham-se melhores e mais importantes do que os outros, os que não têm cursos superiores...

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."

Abrigos precisam-se!

Quem põe na ordem donos de caninos?

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo
Artigo de OPINIÃO Drª Francisca Delerue

Expulsemos as traquitanas