Loja Cascais para servir interior

ATUAL


Por CASCAIS24
O novo espaço e os funcionários com Carlos Carreiras (Fotos Luís Bento/ CMCascais)

Os munícipes de Cascais, sobretudo aqueles que vivem no interior do concelho, contam desde quinta-feira com uma nova Loja Cascais, em Tires, junto à praça Fernando Lopes Graça e, para breve, o município prevê a abertura de uma outra no CascaiShopping, em Alcabideche, com caraterísticas inovadoras.

Inaugurada por Carlos Carreiras e Miguel Pinto Luz, esta nova Loja Cascais, que funciona de segunda a sexta-feira, entre as 9h00 e as 18h00, oferece praticamente os mesmos serviços que a loja situada em Cascais, só que fica mais perto do interior do concelho. 

“É uma questão de mobilidade e acessibilidades. É proporcionar à população acesso a outros locais e serviços”, afirmou Carlos Carreiras, na inauguração do espaço. 

“Se quem sabe trabalhar com as novas ferramentas da tecnologia da informação e da comunicação, e tem computador e ligação à Internet, tem uma loja em casa onde pode aceder a todos os serviços que a Câmara proporciona, há quem não tenha esse acesso”, acrescentou o autarca. 

Esta novidade inscreve-se, aliás, numa estratégia municipal para um “concelho mais coeso do ponto de vista territorial e social”, explicou Carlos Carreiras.
Carreiras e Pinto Luz inauguram a nova loja (Foto Luís Bento/CMCascais)


Para o presidente do município de Cascais, é assim, “com projetos inovadores”, que “se combatem as assimetrias”.

Além do atendimento municipal, na Loja Cascais de Tires funcionam ainda o Espaço do Cidadão e a Academia de Saúde, esta última, uma ideia inovadora fruto da auscultação dos munícipes durante o Fórum Concelhio de Promoção da Saúde, e foi posteriormente integrada na Estratégia Concelhia de Promoção da Saúde 2016-2020.

Carlos Carreiras sublinhou, ainda, que esta nova loja vai ao encontro de “outras gerações que não têm a mesma facilidade”. Por isso, para o autarca, “abrir uma loja aqui em Tires, numa freguesia que é muito populosa, era absolutamente fundamental”. 

A ideia é que “esses cidadãos possam aceder aos serviços com menos custos, em dinheiro e tempo, e muito mais comodidade”,  pois não têm de ir à sede do concelho. 





Sem comentários: