Cascais festeja 25 de abril e abre ao público por 5 horas "Forte Salazar"

Atual

Por Redação
23/04/2018

Os cascalenses têm uma oportunidade única de visitar no dia 25 abril o Forte de Santo António da Barra, mais conhecido por “Forte Salazar”, dado ter sido nesta fortificação que o antigo ditador do Estado Novo passava as férias de Verão e onde, a 3 de agosto de 1968, sofreu a célebre queda que veio a culminar dois anos depois na sua morte.

Esta quarta-feira, dia em que Portugal comemora o 25 de abril de 1974, quem estiver interessado em conhecer a fortificação, alvo de enorme polémica nos últimos tempos, devido ao estado de abandono a que foi votado largos anos, pode fazê-lo entre as 14h00 e 19h00.

A iniciativa é da Câmara Municipal de Cascais que, depois de remover toneladas de terra, ervas e lixo, da limpeza de grafitis e de recuperar os painéis de azulejo, criou um percurso expositivo para que todos possam (re) descobrir o espaço.

O ato solene de abertura da fortificação ao público, por umas horas, é feito pelo presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras, que convida todos a conhecer esta nova fase da vida da construção seiscentista.

Ao longo da tarde, atuarão o Coro do Conservatório de Cascais, a Banda Juvenil da Sociedade de Instrução e Recreio de Janes e Malveira, o Coro de Câmara de Cascais, o Coro Discantus, o Coro ESSA, da Escola Salesiana de Santo António do Estoril.

O Hino Nacional, numa interpretação da Banda Juvenil da Sociedade de Instrução e Recreio de Janes e Malveira, encerrará a cerimónia neste dia 25 de Abril.


Bandas e exposição  


As celebrações, em Cascais, dos 44 anos sobre o 25 de Abril, começam pelas 10h00, na Praça 5 de outubro, onde estão situados os Paços do Concelho, com a atuação das Bandas Filarmónicas da Sociedade Musical Sportiva Alvidense e da Sociedade Familiar e Recreativa da Malveira da Serra.

Seguir-se-á uma arruada até ao Parque da Cidadela de Cascais, onde, a partir das 10h30, irão atuar as Bandas Filarmónicas da Sociedade Musical União Paredense e do Grupo de Solidariedade Musical e Desportivo de Talaide. 

Já pelas 11h00, no Jardim Costa Pinto, popularmente conhecido por Jardim da Parada, atuarão as Bandas Filarmónicas da Sociedade Recreativa e Musical de Carcavelos e da Sociedade de Instrução e Recreio de Janes e Malveira.

O espetáculo chega ao fim com a atuação conjunta das seis Bandas Filarmónicas presentes.

Entretanto, pelas 11h30, na Casa Sommer – Arquivo Histórico Municipal, será inaugurada a Exposição Associações com História – 1886 / 1974, para tornar mais visível o grande trabalho feito pelo movimento associativo em Cascais.




Imprimir

Sem comentários: