Tribunal de Cascais absolve militares da GNR acusados de 6 crimes de corrupção

Quatro militares da Direcção de Investigação Criminal da GNR, sediada em Alcabideche, acusados de 6 crimes de corrupção durante ações de fiscalização a sucateiros, foram absolvidos esta segunda-feira, à tarde, pelo coletivo de juízes do Tribunal de Cascais, apurou Cascais24. Os militares, o primeiro-sargento Bruno Claro, o cabo-chefe Sá Costa, o cabo António Teixeira e o guarda Ricardo Adrião viram, assim, chegar ao fim um processo que durava desde janeiro de 2014, quando foram detidos nos seus postos de trabalho por agentes da Esquadra de Investigação Criminal (EIC) da PSP, tendo sido posteriormente libertados. Em atualização

Sem comentários: