Coligação de Sande e Castro acusa Câmara de "fraude" no PDM e ameaça fazer queixa nos próximos 15 dias ao Ministério Público

2 comentários:

Anónimo disse...

Assistimos lividos a estas acções de quem tem medo de aparecer em publico aos municipes , não responde aos mesmos , e sobretudo uma colossal descida no rankng da transparencia, para já não falar no campo da igualdade e não discrimininação ....com a falta de parcimónia na utilização de bens publicos com inumeras queixas na CNE de municipes e forças partidárias ... já nada surprende nestes individuos, esperamos que seja o definhar para o novo amanha , com outra liderança e devolução do municipio às PESSOAS .


A BEM DE CASCAIS

Anónimo disse...

Carlos Carreiras foi, primeiro como director-geral e depois como Admnistrador do Grupo Sousa Cintra, responsável pela "aposta" megalómona e o descalabro financeiro deste grupo, nomeadamente pelos investimentos absurdos ao construir fábricas de cerveja no Brasil e em Portugal e em querer lançar novas marcas, em mercados já dominados pelos gigantes do sector.

O resultado é conhecido.....com a "venda" da fábrica portuguesa de Santarém por 1 eur simbólico ao Jorge Armindo (grupo Amorim) e a um processo judicial no Brasil, que culminou com o arresto em 2012 de todos os bens de Sousa Cintra, entretanto transferidos para a fundação que criou em 2010.

Carreiras, depois do flop.....foi despedido, ainda no inicio dos anos 2000....andou na "sombra", pelas "bases" do PSD...até chegar onde está hoje.... e fazer o mesmo, nas suas megalomanias, mas com o dinheiro dos contribuintes, desta feita.

O homem não se cura das megalomanias.....de um simples TOC (técnico oficial de contas) !

Pelo meio, já por Oeiras, Lisboa e Cascais, foi ainda "administrador" da empresa intermunicipal LEMO SA (que se dedica à suposta fiscalização de obras nestes conselhos).

É preciso desmascarar este vígaro megalómano !!!
http://cidadaniacsc.blogspot.pt/search?q=mercado